Além de receber pagamentos em real, o bar também aceita a moeda virtual. Foto: Divulgação

O Bar do Zé Gordo, localizado no bairro do Itaim Bibi, na capital paulista foi o primeiro estabelecimento na América Latina a ter um caixa eletrônico de Bitcoins.

Segundo O Globo, a empresa responsável pela implantação foi a Mercado Bitcoin, a mesma que esteve em janeiro na Campus Party e movimentou R$ 4 mil nos seis dias de evento.

Agora, além de receber pagamentos em real, o bar também aceita a moeda virtual. A Mercado Bitcoin afirma que a escolha do local se deu pela proximidade com escritórios de tecnologia e bancos e a ideia de trazer a novidade à cidade é, principalmente, testar a aceitação das máquinas.

O equipamento foi fabricado pela empresa portuguesa Lamassu, e só aceita cédulas de reais e faz a conversão do dinheiro em cédula para Bitcoin.

Um dos primeiros locais a aceitarem a moeda foi o Las Magrelas, misto de bicicletaria e bar, no bairro de Pinheiros. Inaugurado em fevereiro do ano passado, passou a aceitar bitcoins em maio.

De lá para cá, recebeu apenas oito pagamentos com a moeda virtual. Todos relativos a cervejas, nenhuma bicicleta.

Estima-se que 50 negócios no país aceitem bitcoins, num universo que passa por comércio de bicicletas, games e itens de sex shop, além de serviços como hospedagem de sites e contabilidade.

O Bar do Zé Gordo fica localizado na Rua Clodomiro Amazonas, 321 - Vila Nova Conceição. Funciona de segunda à sábado, do meio dia a uma. 

Para saber quais os locais físicos espalhados pelo mundo que aceitam o Bitcoin, é possível acessar o Coinmap.