Novidade também poderá ser usada por marcas nas próximas semanas. Foto: divulgação.

O Linkedin escolheu o Brasil para testar o Stories, sua nova funcionalidade que segue a tendência de outras redes sociais, como SnapChat, Instagram e Facebook.

De acordo com o site CanalTech, a novidade, que já está disponível para usuários, também poderá ser usada por marcas ao longo das próximas semanas.

O LinkedIn Stories permite que usuários da rede compartilhem vídeos de até 20 segundos, possibilitando a inserção de textos e adesivos/figurinhas.

Como de praxe em outras redes que apresentam a mesma funcionalidade, os posts ficam no ar por 24 horas, sendo apagados depois desse período. 

Além da publicação do conteúdo, o autor da postagem poderá ver quem a visualizou, enviá-la a remetentes específicos ou apagá-la.

As conexões de primeiro grau e seguidores do autor do post poderão responder ao story por mensagem direta, a ser atrelada à ferramenta InMail da rede social, com a possibilidade também de denunciar conteúdos abusivos ou que fujam às diretrizes do LinkedIn.

“Estamos muito felizes em anunciar que o Brasil é o primeiro a receber essa nova funcionalidade. Testar o LinkedIn Stories no Brasil também leva em conta a nossa mundialmente famosa criatividade e é uma maneira para dar e receber ajuda nas nossas comunidades profissionais”, afirmou Rafael Kato, editor-chefe do LinkedIn na América Latina, ao CanalTech.

O país tem mais de 40 milhões de usuários na rede social e é o terceiro maior produtor de conteúdo em vídeo na plataforma.

Ainda de acordo com a publicação, as próximas semanas devem trazer novos recursos à ferramenta, como menções a perfis. 

Ao contrário do que se vê no Instagram Stories, por exemplo, não será possível postar links na ferramenta do LinkedIn nesse primeiro momento.