NOMES

RD Station usa assinatura eletrônica da Unico

16/04/2021 10:29

RH da startup digitalizou processos internos para os seus 650 funcionários.

Resolvido o problema, sem precisar ir no RH. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A RD Station, startup de automação de marketing catarinense que foi recentemente comprada pela Totvs, usa tecnologia de assinatura digital da Unico para agilizar processos de RH para os seus 650 colaboradores.

A tecnologia começou a ser usada para fazer a coleta de avisos e recibos de férias, e, com a chegada do coronavírus, foi ampliada para todos os processos da área de recursos humanos.

“Do lado dos colaboradores, a experiência de eliminar a burocracia foi transformadora, assim como a otimização dos processos do departamento, com uma economia de tempo de cerca de 85 horas mensais”, resume Steffani Scalon, analista de administração de pessoal da RD.

Scalon foi quem tomou a iniciativa de modificar o processo, talvez um pouco cansada de coleta de avisos e recibos de férias de todos os funcionários, uma tarefa mais complicada ainda nos períodos com maior fluxo de férias. 

“Levei o desafio de transformar as assinaturas físicas em digitais para um encontro da RD no segundo semestre de 2019 em que podemos apresentar iniciativas de melhoria”, explica Scalon.

A assinatura digital da Unico inclui uma  autenticação biométrica por meio de foto, tecnologia pela qual a empresa é conhecida, com projetos de reconhecimento facial implementados nos maiores bancos, varejistas, fintechs, e-commerces e indústrias do Brasil. 

Essa nota curta reúne duas das empresas de tecnologia mais badaladas do Brasil no momento. 

Em março, a Totvs pagou R$ 1,86 bilhão por 92% da RD Station, depois de uma disputa com a Locaweb que havia iniciado em janeiro.

A Totvs botou a mão na carteira. Em janeiro, o Estado de São Paulo falava que a venda estava sendo negociada em torno de R$ 1 bilhão.

O negócio fechado pela Totvs acabou avaliando a RD em R$ 2 bilhões, mais do que 10 vezes a receita líquida estimada pela startup para 2021. Na última rodada de investimentos, em 2019, a avaliação da RD ficava em R$ 750 milhões.

Já a Unico é a líder no país em tecnologia de biometria facial, ou, para usar o jargão, em “IDtech”.

Em setembro de 2020, quando ainda se chamava Acesso Digital, a empresa levantou um aporte de R$ 580 milhões em rodada série B liderada pelo Softbank e pela General Atlantic.

Veja também

CARAS
Itaú tem biometria no app

Deve ser um dos maiores contratos do ano. Infelizmente, o Itaú não fala quem levou.

VAREJO
Banco Senff tem pagamento por biometria facial

Projeto é da Payface, uma startup de Florianópolis que está em alta no nicho.

ANTIFRAUDE
CredDefense fecha parceria com Innovatrics

Acordo para incorporar tecnologia de prova de vida certificada consolida estratégia da empresa.

AQUISIÇÃO
Serasa Experian compra BrScan

Empresa é especializada no segmento de antifraude e compliance para processos de onboarding.

EXCLUSIVO
Payface conquista PCI DSS

Certificação determina um padrão de segurança de dados para transações financeiras.

CONTAS
Angeloni tem pagamento por biometria facial

Projeto é da Payface, uma startup de Florianópolis que está em alta no nicho.

TERMÔMETRO
DHL utiliza biometria da Unike para controle de acesso

A solução une triagem com medição de temperatura e reconhecimento facial.

SORRIA
Drogaria Iguatemi aceita pagamento por face

Tecnologia de biometria facial é da startup Payface.

CARGAS
Biometria facial pega “motorista dublê”

Tecnologia da CredDefense está sendo usada pelos clientes da seguradora NVZ.

MARKETING
Unico faz contratação de peso

Empresa parece ter a meta de se transformar em uma marca que a minha mãe possa conhecer.

TROCAS
Ninguém mais quer Digital no nome

No mesmo dia, Resultados Digitais vira RD Station, Acesso Digital vira “unico”.