FEITO AQUI

Software brasileiro gerará R$ 71,6 bilhões em 2012

16/05/2012 18:49

Estudo da Softex diz que Brasil somará 73 mil empresas de software no ano.

Foto: Flickr/Ferax

Tamanho da fonte: -A+A

Até o fim de 2012, o Brasil somará 73 mil empresas de software, gerando receita líquida de R$ 71,6 bilhões, o que representa algo em torno de 1,8% do PIB.

É o que indica o estudo “Software e Serviços de TI: A Indústria Brasileira em Perspectiva”, da Softex.

A pesquisa, que será lançada em uma publicação em breve, também afirma que, entre sócios e assalariados, o mercado de software nacional irá contar com 600 mil pessoas até dezembro.

Este é o segundo volume do levantamento, que é dividido em seis partes: caracterização da Indústria Brasileira de Software e Serviços de TI (IBSS), atividades em software e serviços realizadas in house (NIBSS), competências e capacitações para o setor, escassez de mão de obra e mobilidade de profissionais, mercado de trabalho e estudos regionais.

“É a continuidade de temas já tratados na primeira publicação, lançada em 2009, mas com novidades”, garante Virgínia Duarte, gerente do Observatório Softex, responsável pelo estudo.

Entre as novidades, segundo ela, estão as análises regionais, abrangendo os mercados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A pesquisa se baseia em tabelas do IBGE, entre outras fontes, e tem apoio financeiro do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Finep.

“Através dos dados coletados e das analises feitas, é possível identificar tendências e necessidades, o que auxilia a moldar ações direcionadas ao fortalecimento da indústria brasileira”, afirma Virgínia.
 

Veja também

EL MERCADÓN!
Colômbia de olho na TI brasileira... e vice-versa

Para atrair investimentos, país oferece impostos baixos, legislação trabalhista e sistema judiciário estáveis, mão de obra qualificada e facilidade de negociação com o exterior.

Mais colaboração Brasil e Alemanha

A Bitkom, entidade do setor de TI alemão, assinou um acordo de cooperação com a Brasscom, organização que reúne 40 das maiores empresas de TI do Brasil e a Softex, órgão de promoção do software brasileiro ligado ao governo federal nesta terça-feira, 06, em Hannover.

Alemanha abre centro de inovação no Brasil

Foi inaugurada na terça-feira, 14, em São Paulo, a unidade brasileira do Centro Alemão de Inovação e Ciência (DWIH, na sigla em alemão).

A unidade abrigará representações de 11 institutos de pesquisa e universidades daquele país, interessadas em estabelecer programas de intercambio científico, acadêmico e de fomento à inovação com institutos e empresas brasileiros.

TI do BR prospecta varejistas nos EUA

PC Sistemas, STA Holding, Execplan, AGR e CISS são as representantes brasileiras na feira National Retail Fair (NRF) Big Show.

Evento de varejo que se realiza nos dias 16 e 17 de janeiro, em Nova York, a feira reúne grandes nomes internacionais do ramo, como Macy’s e Wal-Mart.

As brasileiras – reunidas sob a marca Brasil IT+ – querem buscar novos negócios.

Brasil IT+: 15 brasileiras no Gartner Symposium

Quinze empresas vão compor o pavilhão brasileiro do Gartner Symposium/ITXPO, que acontece do domingo, 16, à quinta-feira, 20, em Orlando, EUA.

Do sul, as representantes serão a DB1, de Maringá, e a Softexpert, de Joinville.

TI brasileira vai a Barcelona

Aurus Software, Ci&T, GFT e Stefanini TechTeam  vão representar o Brasil no Forrester’s IT Fórum EMEA 2011, que acontece de 08 a 10 de junho em Barcelona.

O grupo, organizado pela Softex e Brasscom, em parceria com Apex-Brasil, vai se apresentar sob a marca Brasil IT+, projeto para internacionalização da indústria brasileira de software e serviços de TI.