É grátis, mas só para clientes. Foto: divulgação.

A Embratel, Claro e Net, empresas que pertencem ao conglomerado multinacional América Móvil, anunciaram nesta quinta-feira, 16, o lançamento de um serviço Wi-Fi grátis e unificado para seus clientes.

Batizadas de Claro Wi-Fi Max e NET Vírtua Wi-Fi, as redes já estão disponíveis em nove cidades - Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Recife e Salvador.

Segundo destacam as empresas, os hotspots estão localizados em locais de maior visitação, como shoppings, aeroportos, bares, hospitais e parques. Foram implantados cerca de seis mil pontos de acesso.

Para os clientes Embratel e Net, o acesso ao sinal Wi-Fi será pela digitação de login e senha, que serão disponibilizados pelas empresas.

Os clientes Claro proprietários de smartphones, tablets e notebooks terão acesso automático, por meio do aplicativo 'Net App', disponível para Android e iOS.

A América Móvil afirmou que o novo serviço reforça a sinergia do grupo no Brasil, e será estratégico para atender às demandas trazidas pelos grandes eventos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

Além disso, com este serviço, a Claro pretende dar mais mobilidade aos clientes, otimizando a rede 3G e complementando a rede 4G de banda larga móvel. Segundo Carlos Zenteno, presidente da Claro, o investimento no wi-fi conjunto já supera R$ 100 milhões.

"Queremos que nossos clientes tenham sempre a melhor experiência em internet de alta velocidade e por isso este lançamento é tão estratégico para a Claro", disse.

Com o anúncio, a Claro também intensifica a concorrência com outras operadoras que também apostam no Wi-Fi para conquistar clientes.

A Oi já conta com cerca de 30 mil hotspots de Wi-Fi no país, segundo levantamento do Estadão. A TIM, por sua vez firmou em 2012 uma parceria com a provedora de Wi-Fi Linktel, apliando sua rede em cerca de 1,5 mil pontos de acesso, e prevê um total de 10 mil até o final de 2013.