Warren Buffett adquiriu uma participação na Apple. Foto: Divulgação.

Warren Buffett adquiriu uma participação de mais de US$ 1 bilhão na Apple. O movimento acontece quatro anos depois de Buffett admitir que não sabia como avaliar o valor de uma empresa de tecnologia como a fabricante do iPhone.

As ações da Apple tiveram alta de 3,2% na manhã desta segunda-feira, 16, após a Berkshire Hathaway, companhia de Buffett, anunciar a compra de ações da empresa.

O anúncio vem em um momento de teste para a Apple. As ações da empresa de tecnologia caíram mais de 19% desde meados de abril, depois de divulgada a primeira queda receita trimestral da companhia em 13 anos, além do primeiro declínio de vendas do iPhone.

Durante muito tempo, Buffett evitou negócios relacionados a empresas de tecnologia, com exceção de uma compra de ações da IBM em 2011.

"As chances de estar errado ao apostar na IBM são provavelmente menores, pelo menos para nós, do que as chances de estar errado em relação a Google ou Apple. Eu só não sei como avaliar seus valores", afirmou Buffett, em 2012.

A divulgação da participação da Berkshire Hathaway na Apple ocorrer dias depois de circular a informação de que Buffett está apoiando uma oferta para o core business do Yahoo, o que sugere um novo interesse da empresa nos negócios de tecnologia.

Buffett se dispôs a fornecer financiamento para um consórcio de investidores liderados por Dan Gilbert, fundador da Quicken Loans, segundo o Financial Times. Nenhum acordo foi firmado ainda e o grupo enfrenta outros candidatos na compra do Yahoo, como a Verizon e um grupo de investidores de private equity.

As preocupações do mercado em relação às perspectivas para a Apple na busca por um novo produto que irá mover o segmento levou a empresa a perder temporariamente o seu título de empresa mais valiosa do mundo para a Alphabet, empresa-mãe da Google.

No entanto, para o Financial Times, a maioria dos analistas ainda está otimista para uma recuperação no preço das ações da Apple uma vez que o iPhone chegue ao seu próximo ciclo de substituição, após o lançamento do iPhone 7 neste ano.

Na lista de 2015 de pessoas mais ricas do mundo feita pela Forbes, Buffett ficou com o terceiro lugar.