Tablets são um dos principais trunfos da Apple contra a Microsoft. Foto: flickr.com/photos/mbiebusch

Relatório da consultoria Asymco indica que a Apple pode superar os produtos com Windows até 2014.

Segundo os dados, a Apple atualmente vende um aparelho para cada dois produtos com Windows. Há cerca de oito anos, a proporção era de 56 computadores Windows para cada gadget da Apple.

Levando-se em consideração todos os aparelhos vendidos pela Apple, a relação de múltiplas unidades Windows para unidades da rival caiu para menos de dois para um.

Além disso, o crescimento do Mac também fica evidente no novo estudo, que revela que mesmo quando se leva em consideração os desktops e notebooks com o sistema OS X, o Windows vende 19 unidades para cada unidade comercializada pela Apple.

“Considerando o futuro próximo, é seguro esperar por uma 'paridade' do iOS+OS X vs. Windows dentro de um ou dois anos”, explicou o analista da Asymco, Horace Dediu, ao falar sobre a mudança que começou há oito anos.

Apesar dos números, o CEO da Microsoft, Steve Ballmer, mantém as esperanças de manter o mercado, e até fazer frente à concorrência.

Na semana passada, Ballmer declarou que a Microsoft vai entrar em todos os mercados nos quais a Apple entrar – PCs, tablets e smartphones, por exemplo.

A estratégia já fracassou no passado, com o Zune, MP3 player projetado pela MS para concorrer com os iPods da Apple, e que acabaram sendo descontinuados em 2011, cinco anos após o lançamento.

Depois de “enterrar” o gadget, a Microsoft encorajou os clientes a migrarem para o Windows Phone. No ano passado, a empresa aliou-se à Nokia, na esperança de alavancar as vendas do Windows em celulares inteligentes.