Revistas em papel, o passado da Abril? Foto: Pexels.

Marcos Garcia Leal, um profissional com 30 anos de experiência no meio digital, acaba de assumir a diretoria comercial da Editora Abril. 

A contratação, revelada pelo Brazil Journal, é um sinal dos tempos: o novo responsável por vender anúncios na empresa que edita algumas das revistas mais populares do país nunca trabalhou numa publicação em papel.

A intenção parece clara: abandonar o barco da mídia impressa e tentar dar um jeito de faturar na Internet, seguindo o exemplo de grupos milionários como o Baguete Diário.

Nos final dos anos 90, os primórdios da internet no Brasil, Leal ocupou cargos de diretor comercial no Terra e no IG, e, entre 2011 e 2013, foi CEO dos portais Guia da Semana e ObaOba, ambos da eBricks, o braço de investimentos em ativos digitais do Grupo RBS.

Entre 2013 e 2016, foi diretor da AdGlow, uma multinacional espanhola que faz gestão de investimentos de marketing no Facebook, Google, Twitter e Linkedin.

Em 2017, fundou a PublyAds, uma consultoria de soluções comerciais e de publicidade que ajuda publishers a rentabilizar seu conteúdo.

Leal é uma aposta do novo CEO da Abril, o investidor Fábio Carvalho, que no final do ano passado assumiu a empresa por R$ 100 mil, mais uma dívida de R$ 1,6 bilhão.

Na época, foi negociado que Carvalho estava em negociações com os bancos donos da dívida, dando como garantia títulos como a revista Veja e Exame, além da sede do grupo, um grande edifício na Marginal Tietê em São Paulo.