Informações e percursos dos Caminhos de Pedra são encontrados no aplicativo. Foto: flickr.com/photos/guilherme_atencio.

Pesquisadores da Unisinos, em parceria com a Associação Caminhos de Pedra, desenvolveram o projeto de um aplicativo para tablet e smartphone.

O objetivo é divulgar a rota turística na Serra Gaúcha, que reúne 15 edificações históricas construídas por imigrantes italianos e recebe cerca de 60 mil visitantes anualmente.

No app, estão disponíveis informações sobre as casas e tempo dos percursos, além de avaliações dos locais visitados.

Também é possível traçar um perfil dos usuários a partir do Facebook para fazer sugestões.

A pesquisa iniciou em 2010 no Laboratório de Computação Móvel da universidade, o MobiLab.

De acordo com o mestre em Computação Aplicada Humberto Moura, a maior dificuldade enfrentada foi a quantidade de tecnologias de ponta utilizadas, como, por exemplo, web semântica, ontologias e os mapas do Google.

Ele acredita que é o envolvimento desses recursos que diferenciam o app dos demais. Atualmente, o aplicativo está disponível para iPhone e iPad, mas o lançamento para Android está previsto para o final deste ano.

O grupo deseja seguir na linha de aplicativos de turismo, também, para outras regiões do Rio Grande do Sul e uni-los em um só, chamado Ubitour.

A iniciativa é mais um passo de conexão da universidade jesuíta sediada em São Leopoldo com a Serra Gaúcha.

A Unisinos abriu um campus em Caxias do Sul em 2009 que conta hoje com 11 cursos de graduação EAD, 12 de especialização, 14 MBA, 2 MBE e um pós-MBA.

A atuação na Serra é parte de um plano mais amplo de expansão regional, que inclui também Porto Alegre, onde estão disponíveis 12 cursos de graduação, 36 especializações, 22 MBAs, quatro MBEs, quatro pós-MBAs e quatro mestrados e doutorados.

A expansão da também contou com uma instalação em Rio Grande em 2011, com o foco em MBAs na área de gestão voltados ao público do Pólo Naval da cidade.

Hoje a Universidade está com cerca de 30 mil alunos em seus campi.