O Barcelona assinou um contrato de € 220 milhões com a japonesa Rakuten. Foto: Divulgação.

O Barcelona selou um dos maiores acordos de patrocinadores de camisa de futebol do mundo ao assinar um contrato de € 220 milhões com a japonesa Rakuten.

O acordo com uma das equipas de futebol mais bem-sucedidas da Europa sinaliza o desejo da Rakuten de ganhar reconhecimento global. Atualmente, o nome é muito conhecido no mercado japonês, relata o Financial Times

A marca da Rakuten será estampada na camisa do time de Messi e Neymar a partir da próxima temporada.

Nesta quarta-feira, o clube catalão e a empresa japonesa anunciaram um contrato válido por quatro temporadas - com a opção de estender por mais um ano - no valor de € 55 milhões por temporada. 

O acordo encerra a busca prolongada do Barcelona por um novo patrocinador de camisa depois que sua parceria com a Qatar Airways, que rendia cerca de € 30 milhões por ano, foi prorrogada por um ano em julho, depois de expirar no final da temporada passada.

Para a Rakuten, maior varejista de internet do Japão em termos de vendas, o patrocínio é uma oportunidade de ser associada a uma equipe vista em todo o mundo por milhões de fãs. 

"Eu acompanhei pessoalmente a equipe há décadas e admiro seu estilo de jogo e profissionalismo únicos", afirma Hiroshi Mikitani, fundador da Rakuten.

O patrocínio na camisa ainda é um recurso relativamente para o Barcelona. Por mais de um século, o clube se recusou a ter um patrocinador, mas cedeu em 2006 para aplicar o nome de Unicef. Para isso, o clube pagou £ 1 milhão para a instituição de caridade.

De acordo com a Deloitte, o Barcelona é o segundo clube mais rico do mundo, com ganhos de € 560,8 milhões na temporada 2014-15, atrás do Real Madrid. Os dois clubes espanhóis, no entanto, devem perder nesse quesito para o United, que deve ganhar £ 500 milhões nesta temporada.

A Rakuten, presente no Brasil desde 2011, fornece tecnologia de e-commerce para marcas como LePostiche, Nespresso, Panasonic, Hope, entre outras.

No início do ano, a companhia optou pela terminação de seu modelo de marketplace, divisão que parecia estar em aceleração no último ano. O foco da empresa passou a ser o fornecimento d1e serviços para e-commerce.

O Rakuten Shopping passou a se chamar Rakuten Performance Marketplace, mudando operações de back-office de maneira a proporcionar a integração dos sistemas Rakuten Nexus, Rakuten Genesis e Rakuten One, usando uma estrutura de SaaS para a oferta de produtos em marketplaces variados.