Mauro José de Souza. Foto: divulgação.

A porto-alegrense E-Trust, especializada em segurança da informação, foi a única empresa da América Latina listada no Quadrante Mágico do Gartner para Gestão de Acesso e Identidade de dezembro de 2012.

Foi a segunda edição consecutiva do relatório em que a companhia gaúcha figurou como única latino-americana no ranking da consultoria global, considerado guia de produtos e serviços recomendáveis no mercado internacional.

“Temos uma operação nos EUA, aberta em 2011, mas atendemos a nove países remotamente, a partir da estrutura de Porto Alegre, com redundância em São Paulo. No exterior, o aval do Gartner é um requisito”, afirma o sócio-diretor da E-Trust, Mauro José de Souza.

Conforme a avaliação do Quadrante Mágico, a governança de identidade e acessos “está substituindo a simples gestão de usuários”, e para atender às demandas desta expansão de uso, o Gartner atesta a solução Horacius, da fornecedora gaúcha.

O sistema de gestão de segurança da informação tem recursos para administração e automatização de processos e controles, permitindo a definição e acompanhamento de indicadores e gerando evidências.

Em conformidade com normas e regulamentações internacionais como ISO27002, ISO27001, Cobit, ITIL, Basiléia II e Bacen 3.380, o Horacius gerencia pessoas, ações e tecnologias, integrando em uma plataforma o ambiente de segurança de dados e governança corporativa.

A validação do software pelo Gartner já mostra bons resultados na vitrine da E-Trust.

Desde que foi indicada no Quadrante de 2012, a empresa porto-alegrense já implantou o sistema em clientes como Grupo Estado de São Paulo e AES São Paulo, e há projetos em andamento no Buscapé e Locaweb, entre outros contratos que ainda não podem ser divulgados.

“O reconhecimento do Gartner nos põe no mesmo patamar de players globais, o que nos engrandece, mas é ainda mais vantajoso para o nosso cliente, afinal, que outra empresa citada no Quadrante Mágico traz para te atender um dos próprios envolvidos no desenvolvimento da ferramenta?”, brinca Souza.

Atualmente, a E-Trust tem aproximadamente 20 clientes ativos, com meta de aumentar a base, principalmente no exterior, via atendimento remoto, este ano e em 2014.

A empresa não abre o número de faturamento, mas Souza informa uma taxa média de crescimento em torno de 20% no último ano

Uma expansão embasada também em outras titulações, como a ISO 27001, que a companhia conquistou em 2012, após dez meses de dedicação de um grupo de 40 profissionais envolvidos no projeto de obtenção do selo de qualidade do sistema de gestão de segurança de informação.

Antes mesmo de receber o selo, a E-Trust já havia realizado projetos de implantação de ISO 27001 em clientes como CPFL Energia e Zamprogna.

No Brasil, o grupo de empresas aderentes à norma são poucas - 24 no fim de 2012, incluindo a Axur, outra consultoria porto-alegrense do ramo de segurança.

Globalmente, são sete mil as companhias com o selo, das quais metade está no Japão, onde a ISO 27001 é obrigatória para vendas ao governo.