PARQUES

Audy assume a Iasp na América Latina

17/02/2014 17:37

Criado em 1984, o Iasp tem 388 membros em 71 países, envolvendo mais de 128 mil empresas.

Jorge Audy. Foto: divulgação/PUC-RS

Tamanho da fonte: -A+A

Jorge Audy, pró-reitor de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento da PUC-RS, tomou posse como presidente da Associação Internacional de Parques Tecnológicos e Áreas de Inovação (Iasp) para a América Latina, representando o Tecnopuc. 

Dois novos diretores foram eleitos nesta segunda, 17, durante um encontro da Iasp International, que acontece no Parque Tecnológico da Andaluzia, em Malaga, na Espanha. 

Na ocasião, Herbert Chen também tomou posse como presidente da Iasp para a região Ásia-Pacifico. Chen representa o TusPark, de Beijing, na China.

Audy também é vice-presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec). 

Na Iasp, ele sucede o argentino Estebán Cassin. A última vez que um brasileiro foi eleito para a presidência da Divisão Latino-Americana foi em 2009, quando o atual conselheiro da Anprotec, José Eduardo Fiates, foi escolhido durante a Conferência Latino-Americana de Parques Tecnológicos, em Monterrey, no México.

Audy é doutor na área de Sistemas de Informação pela UFRGS. Atualmente é professor titular da Faculdade de Informática e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação da PUC-RS. O profissional também participa dos conselhos do CNPq,  Embrapii e do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos do Ministério de Ciência e Tecnologia.

Criado em 1984, o Iasp tem 388 membros em 71 países, envolvendo mais de 128 mil empresas.

A organização tem divisões regionais na África, América Latina, Ásia-Pacífico, América do Norte e Ásia Oeste e já organizou 29 conferências mundiais.

No Brasil, participam da associação 20 parques tecnológicos como o Sapiens Parque, de Florianópolis, o Porto Digital, de Recife e os parques tecnológicos do Rio de Janeiro, São José dos Campos e Itaipú.

Veja também

PORTOMÍDIA
Porto Digital: cluster de economia criativa

Parque tecnológico de Recife investiu R$ 24 milhões em projeto dedicado à chamada economia criativa.

PROA
PUC-RS e BRDE fomentarão startups

Empresários como Alexandre Randon, Bruno Zaffari, Claudio Goldztein e Julio Motim Neto apoiam a iniciativa.

PORTO ALEGRE
IPA tem polo de economia criativa

IPA é mais uma instituição de ensino a investir na nova tendência.

PARQUE TECNOLÓGICO
2014 é ano da virada para o Tecnovates

Empreendimento em Lajeado terá cerca de oito empresas e dezesseis startups incubadas.