Sindpd promete greve sexta. Foto: flickr.com/photos/streetlife/

O Sindpd, sindicato de profissionais de TI de São Paulo, decidiu, em assembleia realizada neste sábado, 15, decretar o estado de greve a partir da sexta-feira, 21. 

A reinvindicação da categoria é reajuste salarial de 8,8%, mais 10,3% nos pisos, vale-refeição de R$ 16 a todos os trabalhadores e obrigatoriedade de discussão aberta sobre a participação nos lucros (PLR) em empresas com mais de 10 funcionários.

O Serprosp, sindicato patronal de São Paulo, propôs aumentar os salários em apenas 6,5%, dar 7% nos pisos e tornar o VR obrigatório em empresas com mais de 35 funcionários com valor de R$ 14, além de aceitar a discussão sobre PLR.

Essa é a segunda greve convocada pelo Sindpd nos últimos anos. Na mobilização anterior, em 2011, o sindicato afirmou ter conseguido adesões na CPM Braxis, Stefanini, Fidelity, Indra, entre outras, sem revelar porcentagens.