Unimed Paulistana vai de BI da Microstrategy. Foto: divulgação.

A Unimed Paulistana, que intera o Sistema Unimed, composto por 360 cooperativas médicas e 18 milhões de clientes, substituiu sua antiga plataforma de BI por uma solução da MicroStrategy, fornecedora de plataformas de software empresarial.

A companhia fez a substituição da plataforma Business Objects 6.5 (BO), a ferramenta de BI anterior utilizada pela equipe de Informações Gerenciais, pois estava obsoleta, não permitindo a renovação pretendida nas análises e a utilização de novos recursos que poderiam tornar o BI mais ágil, eficiente e atrativo.

A ferramenta MicroStrategy foi inserida neste contexto, tornando-se a ferramenta oficial de desenvolvimento das análises e estudos.

O projeto de implantação do Microstrategy contemplou a migração de um universo do BO com cerca de 1.674 objetos e a conversão de um conjunto de 12 relatórios com uma ampla gama de informações.

A gradativa migração dos relatórios foi projetada por área – até o momento os departamentos de Relações Empresariais, Relacionamento com Unimeds e Atenção à Saúde passaram a usar a solução.

Além da migração do BO, o projeto englobou o desenvolvimento de três dashboards em iPad, para uso da diretoria da Unimed Paulistana.

“Além de difundir a cultura de acompanhamento de indicadores, a Cooperativa precisava que as análises fossem apresentadas de maneira simples e objetiva, cujos resultados pudessem ser imediatamente percebidos”, ressalta Cassius Marcelo Ferreira, Analista de ETL Sênior da Unimed.

Com a mudança, a companhia notou ganhos em otimização das análises e tempo de preparação de alguns indicadores mensais. Um relatório que demorava em média três dias para atualizar e gerar todas as análises, demora apenas duas horas para o processamento e disponibilização, que pode ser feita via dispositivos móveis do corpo diretivo da cooperativa.

“Conseguimos mais dinamismo, pois os relatórios anteriormente produzidos eram estáticos. O trabalho de copiar e colar para arquivos PPT era grande. Algumas análises foram desenvolvidas para que a diretoria pudesse acessar via dispositivo móvel, eliminando a necessidade de desenvolvimento da apresentação em PPT”, explica Ferreira.