Apple vai para a nuvem do Google. Foto: divulgação.

A Apple anunciou esta semana que adotou o uso de serviços de nuvem do Google para suas aplicações, medida tomada enquanto a companhia muda seus dados para uma infraestrutura própria.

Segundo destaca a Reuters, a empresa usava até então os serviços de nuvem da Amazon e Microsoft, mas está decidida a reduzir sua dependência em provedores terceirizados de data center. Nesse meio tempo, o Google entra na lista de serviços usados pela empresa de Tim Cook.

De acordo com a CRN norte-americana, o contrato da empresa de Cupertino com o Google está na casa dos US$ 600 milhões, mas não foram divulgados os termos ou a duração deste contrato.

A adoção dos serviços do Google pela Apple vem no rastro de outra informação divulgada recentemente, em que a companhia reduziu o tamanho de sua base de dados na nuvem da AWS.

Entretanto, para o futuro, o plano da Apple é contar com uma infraestrutura própria. Em fevereiro, a empresa anunciou um investimento de US$ 3,9 bilhões para a construção de data centers próprios.

O aporte engloba a implementação de centros nos Estados Unidos, Irlanda e Dinamarca. O data center norte-americano, que ficará no estado do Arizona, será o principal, capaz de gerenciar os outros sítios ao redor do planeta.

Mesmo que temporário, o contrato com a Apple representa uma vitória do Google em sua concorrência com a líder AWS. No mês passado, a empresa assinou um acordo com o Spotify para sediar em seus data centers a estrutura de nuvem do Spotify.