Plataforma faz atendimento primário para evitar o uso desnecessário do plano de saúde. Foto: Pexels.

A ViBe-VivaBem, startup que faz atendimento primário para evitar o uso desnecessário do plano de saúde, acaba de receber um aporte de US$ 2,5 milhões em sua primeira rodada de investimentos, liderada pelo fundo sueco Webrock Ventures.

Fundada em 2018, a healthtech possui um aplicativo que utiliza a gamificação para estimular o engajamento em hábitos saudáveis, oferecendo linhas de cuidado para gestão de crônicos e tele-orientação com médicos da família, enfermeiros, psicólogos, e nutricionistas. 

A plataforma também oferece prescrições eletrônicas, avaliações de risco à saúde e conexões com dispositivos vestíveis via app, além de uma plataforma de BI para os RHs, médicos ocupacionais e corretoras de saúde.

Todas as funções do aplicativo são integradas com corretoras, ambulatórios e hospitais ou operadoras.

Focada no mercado B2B, a ViBe já possui mais de 20 clientes corporativos, que podem aderir por meio de uma taxa mensal por colaborador ou com pagamento por uso sob demanda. O número de usuários do aplicativo já chega a 65 mil. 

A startup também está desenvolvendo produtos focados no mercados PME e B2C.

Além do valor do aporte, que vai para a expansão dos serviços da startup no Brasil, a ViBe vai combinar seu serviço com o da Doktor.se, empresa sueca que possui um sistema de triagem que utiliza inteligência artificial para agilizar o atendimento.

“Aliada às atuais funcionalidades de monitoramento e engajamento em hábitos saudáveis e às linhas de cuidado para pacientes crônicos, oferecemos uma plataforma completa e integrada, semelhante aos chineses Ping An Good Doctor e WeDoctor", afirma Ian Bonde, co-fundador e CEO da ViBe.

Em 2019, foram investidos US$ 600 milhões no mercado de saúde digital na Suécia e cerca de 20% da população já usa aplicativos de saúde para o primeiro contato.

Com essa mudança de cultura, a ViBe afirma que é possível ter um cuidado integrado de serviços de saúde, evitando idas desnecessárias ao pronto socorro e reduzindo o uso do plano de saúde, além de integrar todos os dados dos usuários para o seu acompanhamento.

"Estamos empolgados em trabalhar com a ViBe para oferecermos acesso à assistência médica de qualidade no Brasil. O foco na saúde primária digital está apenas começando no país e ainda veremos muita inovação neste mercado", afirma Joakim Pops, CEO da Webrock Ventures.

Com a crise do coronavírus, a empresa habilitou um chat gratuito para que as pessoas possam tirar dúvidas sobre a doença diretamente com médicos e enfermeiros.