TRT-DF fecha com Cast para fábrica de software. Foto: divulgação.

A Cast fechou um contrato para prestação de serviços de fábrica de software para o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 10ª região, no Distrito Federal.

O contrato abrange soluções para todas as fases de desenvolvimento, manutenção, conversão de dados e documentação de sistemas informatizados, com foco em atividades judiciais e administrativas.

O contrato foi vencido em pregão eletrônico realizado via Sistema de Registro de Preços. Com ele, a Cast afirma se tornar a primeira empresa contratada pelo TRT-DF no modelo de fábrica de software.

O projeto tem vigência de 12 meses, renováveis por períodos iguais até o limite de 60 meses.

Para atender à demanda, aferida em cinco mil pontos de função, a Cast vai disponibilizar uma equipe estimada em 20 pessoas.

Conforme Andre Faria, diretor de Negócios – Governo da Cast, a expectativa é de que, com o modelo de fábrica de software, haja evolução na produtividade do TRT, que estuda uma meta para substituir integralmente o armazenamento de informações processuais dos meios físicos para os meios eletrônicos em toda a região até o final do ano.

A substituição atende à resolução CSJT 94, de 23 de março de 2012.

“Temos longa experiência no atendimento a órgãos públicos e, com o novo contrato, esperamos, além de contribuir para a melhoria dos processos internos do TRT, ampliar ainda mais o crescimento na vertical governo”, comenta Faria.

Integradora de soluções de TI no mercado há 23 anos, a Cast emprega dois mil funcionários nas unidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Minas Gerais, Ceará e Estados Unidos.

A companhia é organizada em três áreas de negócios – Finanças, Indústria & Serviços e Governo.

A empresa é a terceira maior de serviços de TI do Brasil na esfera governamental, de acordo com o estudo IT Services Tracker do IDC.

Entre seus clientes estão Banco do Brasil, Bradesco Seguros, Cielo, Codesp, Datasus, Petrobras, Proderj, entre outros.