Samsung acusada de ser má. Foto: reprodução.

A Samsung está na mira da Federação de Livre Comércio taiwanesa em função de denúncias de marketing de má fé, que apontam que a fabricante estaria pagando usuários de fóruns e sites para criticar negativamente produtos de empresas rivais.

A denúncia, divulgada nesta terça-feira pelo site britânico PC Advisor, pode render multas de até US$ 835 mil para a empresa sul-coreana, caso as acusações sejam confirmadas.

A investigação partiu da divulgação de documentos e links em um site de Taiwan, chamado TaiwanSamsungLeaks, compilando documentos de uma empresa de marketing contratada pela Samsung, mostrando posts com as tais críticas plantadas.

Os comentários são de usuários anônimos que reclamaram de aparelhos da concorrente HTC, empresa rival no mercado asiático. Entre os dispositivos criticados estão o HTC One, aparelho elogiado em diversas publicações especializadas.

Outro post apresentado foi o de um usuário que declarou que o Samsung's Galaxy Note era superior ao foblet HTC Sensation XL, sucesso de vendas em Taiwan, mercado nativo da HTC.

Além dos comentários, reviews técnicos também foram postados pela Samsung, mostrando que o Galaxy S3 é melhor que o HTC One X em vida útil da bateria e gráficos.

Embora não tenha recebido ainda a notificação da justiça taiwanesa para se manifestar sobre as acusações, a Samsung saiu na frente, admitindo que a prática chegou a acontecer, o que a empresa chamou de "incidente infeliz".

"A Samsung Electronics Taiwan suspendeu todas as atividades de marketing que envolvem a postagem de comentários anônimos. A companhia preza por comunicações transparentes e honestas com os consumidores", respondeu a empresa em comunicado à imprensa, garantindo que não repetirá este tipo de prática.

Do outro lado da encrenca, a HTC, divulgou em nota que não descarta a possibilidade de "acionar medidas legais para proteger a companhia e os consumidores".