Josiane Minuzzi. Foto: Baguete.

As 20 empresas de Santa Catarina que participaram da BITS, braço da feira alemã Cebit realizada em Porto Alegre da terça-feira, 14, à quinta, 16, saíram do evento com R$ 1 milhão em negócios fechados e mais R$ 2 milhões em parcerias que foram iniciadas e serão concretizadas nos próximos meses.

O grupo reuniu empresas da Grande Florianópolis, Joinville, Blumenau e Chapecó (lista completa abaixo) e foi à feira por meio de um projeto encabeçado por Sebrae-SC e Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) do estado, que bancaram a participação das companhias em um estande de 150 metros quadrados.

Conforme a coordenadora estadual de TI do Sebrae-SC, Josiane Minuzzi, cada empresa teve de 15 a 20 reuniões de negócios pré-agendadas com possíveis compradores dentro das suas áreas de interesse e, ao todo, foram realizados 378 contatos comerciais efetivos com gerentes de TI.

“Foi a primeira vez que participamos da Bits, onde fomentamos novos negócios, entramos em contato com tendências e possibilidades de uso da tecnologia em diversos campos de atuação”, pontua Josiane.

Dados divulgados pelo Sebrae-SC  informam que enquanto o segmento deTI deva apresentar alta anual de 9% a 14% em 2013, para Santa Catarina a expectativa é de expansão entre 20% e 30%, como tem acontecido nos últimos três anos.

A instituição também aponta um estudo do Gartner segundo o qual o investimento de empresas brasileiras de outros setores em tecnologia deve somar US$ 134 bilhões este ano, aumento de 6% em relação aos US$ 126 bilhões de 2012.

Atualmente, o Brasil é o quinto maior mercado mundial de TI, com meta de atingir a terceira posição até 2022.

De acordo com a Brasscom, nos próximos dez anos a estimativa é que o segmento movimente cerca de R$ 430 bilhões.

Já o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação aponta que apenas o mercado brasileiro de software deve crescer 400% no mesmo período.

“A participação em eventos como a Bits é uma aposta para fomentar o crescimento das empresas do setor. Só nesta primeira participação, 14 das 20 companhias que levamos realizaram negócios com possibilidade de efetivação em até seis meses, numa media de R$ 75 mil por empresa”, finaliza Josiane.

A ida das empresas à feira foi a primeira atividade no ramo de eventos da vertical de TI do programa Nova Economia @ SC, do qual participam um total de 120 empresas de cidades identificadas como pólos de tecnologia do estado.

A iniciativa é voltada a MPEs faturamento anual de até R$ 3,6 milhões.

O programa não foca apenas a TI: ao todo, são onze setores beneficiados com orçamento de R$ 72 milhões para ações no período 2012-2014.

O GRUPO

Albes Brasil
, empresa de Joinville especializada em gestão de processos, oferece uma tecnologia de auditoria, a Auditx, que realiza a verificação da aderência a normas internacionais de segurança da informação, gestão de riscos e qualidade.

Auto Cargo
, de Florianópolis, fundada em 1990, atua na área de desenvolvimento de sistemas eletrônicos embarcados. O sistema de controle e gestão da empresa é oferecido em desktop e web, com a infraestrutura de data center em São Paulo e Santa Catarina.

A Euax desenvolveu o Artia, um software web para gerenciamento de projetos com elementos de rede social para facilitar na interação dos usuários. É possível organizar atividades pessoas e profissionais, assim como projetos de empresas. A empresa é de Joinville e tem dez anos de experiência na área de gerenciamento de projetos.

Sediada em Florianópolis, a Brame, desenvolvedora de sistemas em software e hardware de automação, apresenta seu o FinanceiroWeb, programa online de controle financeiro. O gerenciador pretende auxiliar empresas com diversas ferramentas para a organização da contabilidade.

A GTI Sistemas e Consultoria, de Joinville, apresenta o ERP StarSoft, que realiza a gestão para diversos setores. O software permite a customização e desenvolvimento específico. A empresa também realiza consultoria especializada na área de negócio, gerenciamento de projetos com metodologia de implantação, outsourcing e treinamento.

A Hupx Tecnologia, de Florianópolis, desenvolve soluções web utilizando a Plataforma Dynamicweb. Entre os serviços da empresa, está a criação de loja virtual, migração de plataforma, gerenciamento de conteúdo, B2B e integração com ERP.

A IASoft, de São José, em Santa Catarina, trabalha no desenvolvimento de sistemas sob encomenda. No mercado desde 2001, atua principalmente nos segmentos jurídico, logística, frotas, RH, automotivo, cooperativas de crédito e financeiras.

A Infogen Sistemas, desenvolvedora soluções em TI de Chapecó, trabalha principalmente com o segmento de agronegócios e cooperativas. Auxilia seus clientes na gestão de negócios com um sistema de gestão integrada.

A Innovo apresenta um software de gestão cliníco em cloud, o Inovadsi. Segundo a empresa, o diferencial é a facilidade de adaptação para cada empresa ou profissional.

A Ksys Soluções Web gerencia áreas de suporte, SAC e call-center, hepl desk. A empresa de Blumenau também tem um sistema de gerencimanto financeiro e administrativo integrado com a solução de Service Desk.

A MarconSoft desenvolve, comercializa e implanta sistemas corporativos. As solulços são focadas na organização, controle, automação e auditoria de todos os processos das empresas. O principal produto é o ERP MCO, um sistema de gestão desenvolvido na web.

A Mederis é especializada em sistemas para medicina diagnóstica, com sistemas de gestão para laboratórios de patologia e clínicas médicas, permitindo o controle na emissão de laudos, históricos de pacientes, cadastro de exames e procedimentos.

A MicroTech é uma empresa catarinense com foco para pesquisa e desenvolvimento na área de telecom. Dentre os produtos de portfólio, está a solução Unified, que permite a junção de tecnologias fixa, móvel e IP com consulta à portabilidade numérica..

A Gama Tencologia, de Chapecó, apresenta sua solução voltada para gerir restaurantes, o Raffinato. O sistema pretende facilitar operações e centralizar informações em um só painel.

A SCM Concept é especializada em prover soluções de coleta de dados, controle, rastreabilidade e inteligência na logística de recebimento e expedição de materiais.

A Setrion Software é a fabricante do Milldesk Help Desk e Service Desk, um programa para gestão de chamados baseados nas melhores práticas ITIL.

A Unifo desenvolve sistemas focados em simplificar o processo de gerenciamento voltados à empresas de grande porte.

A Vision System, há 11 anos no mercado de automação comercial e industrial, desenvolve software gerenciais para grandes grupos.

A WTTI Sistemas foca no desenvolvimento de projetos de sistemas de gestão para pequenas e médias empresas. O sistema integrado aplicado a gestão de negócio desenvolvido pela WTTI é a solução para empresa que querem integrar todos os departamentos.

A Youngarts oferece soluções para automação de estúdio de rádio e controle musica, gerenciamento comercial e financeiro e para gravações.