A Vogel implantou um anel DWDM no Rio de Janeiro. Foto: Flickr.com/slapbcn.

A Vogel implantou um anel DWDM de cerca de 250 quilômetros iluminados com equipamentos da Padtec na cidade do Rio de Janeiro.

A rede metropolitana interliga pontos estratégicos da cidade e foi projetada para ser flexível tanto em relação a pontos de derivação de tráfego quanto à diversidade de protocolos e serviços transportados. 

Montada sobre a Plataforma LightPad, a rede possui transponders com tecnologia OTN e estrutura de proteção baseada em chaves ópticas. 

“Atualmente temos uma demanda de tráfego que ultrapassa a marca dos 100 Gb/s neste anel DWDM. Vale destacar a baixa latência da rede, habilitando-a para circuitos Fiber Channel (FC). Interligamos datacenters de importantes clientes com conexões de 2G FC e 8G FC e disponibilizamos links Ethernet dedicados de 1 a 100 Gb/s”, relata Mauro Sergio Omoto de Paula, gerente de expansão de redes da Vogel. 

A disposição dos transponders, acompanhados de chaves ópticas e associados à topologia anel da rede, configura um mecanismo de proteção de rota. Somando-se aos transponders protegidos por chaves ópticas, a rede DWDM metropolitana da Vogel no Rio de Janeiro conta ainda com amplificadores ópticos EDFA em seus enlaces mais longos.

Focada no mercado corporativo, a Vogel prioriza em seus investimentos sistemas de transmissão por fibras ópticas, já acumulando mais de 12 mil quilômetros de rede e estabelecendo presença em 13 capitais brasileiras e no Distrito Federal.

Resultado da fusão, em abril de 2015, das operadoras SouthTech Telecom (RS), Avvio (SP) e Smart (SP), a Vogel Telecom tem como acionista controlador o Patria, parceiro do fundo global Blackstone.