A Datora Mobile é a operadora móvel virtual (MVNO) da Vodafone. Foto: Divulgação.

A Datora Mobile, parceira brasileira da Vodafone, acaba de implantar no mercado brasileiro o primeiro core de rede de telecomunicações 100% virtualizado. O projeto contou com hardware e software fornecidos pela ZTE.

De acordo com a empresa, a aplicação permite potencializar tecnologias como internet das coisas (IoT), M2M (máquina-a-máquina) e credenciamento de novas operadoras móveis virtuais (MVNO). 

O projeto vai suportar com maior abrangência mercados nos quais a empresa já atua, como rastreamento, utilities, PoS, logística e telemetria. O plano também é abrir portas para novos modelos de negócios e mercados potenciais, como agricultura e saúde.

Com a virtualização todo o sistema, a empresa busca rápida implantação, não existindo mais a necessidade de adaptar espaços físicos ou a construção de projetos longos de integração de novas tecnologias.

Também será possível a alocação dinâmica de recursos virtuais, que permite ao sistema localizar a demanda sem afetar a disponibilidade.  

“Sabemos que as empresas estão tornando a internet das coisas uma prioridade, e um core 100% virtualizado permitirá que essas empresas sejam ainda mais competitivas. Novas tecnologias surgem o tempo todo e estamos muito orgulhosos por proporcionar a possibilidade de ampliar aplicações, impulsionando a inovação e melhorando os serviços ao cliente", explica Tomas Fuchs, CEO da Datora Mobile.

Em setembro, a Anatel confirmou a anuência para o ingresso da Codepar, empresa pública mineira de investimentos controlada pela Codemig, no capital da Datora Mobile, operadora móvel virtual (MVNO) da Vodafone. A Codepar anunciou investimento de R$ 52,650 milhões na companhia móvel.