Nap IT fechou o primeiro contrato com a AB-Inbev no Brasil. Foto: flickr.com/photos/justafuckingname

A AB-Inbev, gigante mundial de cervejas, contratou a Nap IT, uma consultoria especializada em redes corporativas sediada em Porto Alegre, para revisar as redes WiFi de 10 escritórios localizados em 10 países diferentes da Europa.

Os técnicos da Nap IT fizeram uma verdadeira gincana, começando pela fábrica da Stella Artois em Leuven, na Bélgica, e passando depois por Inglaterra, Holanda, República Tcheca, Ucrânia, Alemanha, Itália, Espanha, França e Rússia.

O contrato previa dois dias como máximo para trabalhar em cada um dos escritórios, independentemente do tamanho. A Nap IT fechou o negócio depois da atuação na fábrica da Cervejaria Ambev de Jaguariúna, em São Paulo.

De acordo com o engenheiro de redes da Nap IT, Klaus Engelmann, no geral, os escritórios contaram com uma avaliação sobre a visibilidade da rede wireless, a fim de identificar pontos de possíveis falhas de conexão, causa de problemas no uso de aplicativos de voz, como o Skype for Business.

“Após o trabalho de mapeamento, todas as localidades sabem onde seus equipamentos estão, o que permite acelerar completamente o processo de identificação da causa e resolução caso haja algum problema”, afirma Engelmann.

Para chegar a esse diagnóstico, a Nap IT aplicou o Ekahau Site Survey, que é uma metodologia de análise de ambientes para monitorar e identificar falhas e não conformidades da rede wireless. 

O relatório gerado pelo Site Survey identificou baixa cobertura de sinal pelo mau posicionamento e dimensionamento dos APs, avaliou se o número de equipamentos estava em falta ou em excesso e suas fontes de interferências e condições de funcionamento.

“Muitas empresas não têm um planejamento técnico ou análise técnica sobre qual a melhor posição para instalar um access point e seguem o falso conceito de que quanto mais aparelhos tiver, melhor a cobertura”, explica Engelmann.

De acordo com o especialista, só trabalhando melhor o posicionamento dos aparelhos é possível reduzir em até 50% o número de APs. Outras alterações são a troca de modelos e  novas configurações para atingir mais desempenho e ajustes para melhor utilização dos canais de transmissão.

O contrato com a AB-Inbev faz parte de uma empresa cada vez mais internacional.

A Nap IT fechou 2018 com um faturamento de R$ 18 milhões, uma alta de 12,5% frente aos resultados de 2017. 

Já em 2017, metade do total já foi obtido fora do país.

Para o ano fiscal de 2019, a Nap IT quer aumentar 25% do seu faturamento no mercado internacional.

A empresa tem uma sede em Lisboa, de olho no mercado europeu, outra em Santiago, pela facilidade de abrir negócios no Chile e outra ainda em Mountain View, no coração do Vale do Silício, visando identificar novas parcerias.

“Estamos posicionando a empresa como uma multinacional brasileira de tecnologia, especialista em soluções de redes de computadores”, ressalta Rodrigo Alabarce, CEO da Nap IT.

Alabarce fundou a Nap IT em 2011, logo após deixar a operação da HP em Porto Alegre, onde trabalhava como engenheiro de redes.

Hoje a empresa tem 40 funcionários e se destaca pelo lado técnico, com toda a equipe comercial e técnica certificada em tecnologias da Cisco. 

Recentemente, a multinacional premiou a companhia gaúcha como líder em volume de vendas Cisco para a região Sul.