Paulo Kendzerski, presidente do Instituto da Transformação Digital. Foto: Divulgação.

Em novembro, será realizado em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, o 1º Congresso da Transformação Digital. O encontro deve reunir 1,5 mil empresários, gestores, consultores e equipes de marketing, vendas, RH, TI e técnicos de diversas áreas por dois dias.

O evento vai propor a discussão de tópicos de transformação nos segmentos de varejo, indústria, serviços, agronegócio, turismo e governo.

Com duração de um final de semana, nos dias 15 e 16/11, o congresso terá seis palcos (divididos por setores da economia) com capacidade para 300 cada e um palco principal, com capacidade para 1,5 mil participantes.

No palco principal haverá duas palestras: Elate Abadia, norte-americana especialista em empregos do futuro, e Luiz Altés, diretor executivo do Digital Business World Congress, que irá apresentar o estágio que as empresas da Europa se encontram e como o Brasil pode utilizar esse conhecimento para acelerar a transformação digital.

O Congresso também vai abrigar a ExpoTD, exposição de fornecedores de soluções, tecnologias e serviços em que será apresentado o estudo Guia de Maturidade Digital das marcas brasileiras, com 5 mil empresas analisadas de diversos segmentos.

Além disso, será realizado um hackathon durante o evento. A maratona de programação irá reunir 60 equipes de dez universidades para propor soluções para os seis segmentos presentes no congresso.

Em parceria com o Google, haverá um palco sobre educação e uma sala especial com toda tecnologia do projeto Google For Business.

A realização do evento é responsabilidade do ITD (Instituto da Transformação Digital), organização sem fins lucrativos criada em 2016, para mobilizar, sensibilizar e promover iniciativas de Transformação Digital e Inovação.

Os ingressos estão a venda no site do Congresso e tem valor inicial de R$ 720.