O Desafio Pfizer é focado em startups que tentam facilitar a prática médica. Foto: r.classen/Shutterstock.

Estão abertas as inscrições para o Desafio Pfizer, um prêmio focado em startups que idealizem produtos e soluções digitais para facilitar a prática médica. O programa recebe propostas até o dia 14 de setembro.

Os quatro primeiros colocados participarão de um programa de mentoria de três meses com executivos brasileiros e estrangeiros da Pfizer. 

As empresas classificadas em primeiro e segundo lugar ganharão ainda o direito de participar do Programa de Aceleração da Berrini Ventures, aceleradora de startups em saúde.  

Poderão concorrer trabalhos desenvolvidos em três áreas distintas. A primeira abrange soluções e produtos que ajudem a estreitar as relações entre os players  do setor de saúde e entre a indústria, os médicos e os pacientes.

A segunda área envolve avanços tecnológicos que dão suporte a terapias nas áreas de saúde da mulher e do homem, sistema nervoso central, cardiologia, doenças raras, oftalmologia, artrite reumatoide, imunização, inflamação e dor, urologia, oncologia, hospitalar e biossimilares. 

A última aborda softwares, equipamentos e serviços tecnológicos como aplicativos, wearables, impressoras 3D e telemedicina.   

Os interessados poderão fazer suas inscrições no portal do desafio

Presente em 175 países, a Pfizer tem um porftfólio que se concentra em sete áreas: imunologia e inflamação; oncologia; doenças cardiovasculares e metabólicas; dor e neurociência; vacinas, doenças raras e biossimilares.

A companhia investe por ano US$ 7 bilhões no desenvolvimento de novos tratamentos.