Baguete
InícioNotícias> Resultados Digitais corta 10% da equipe

Tamanho da fonte:-A+A

STARTUPS

Resultados Digitais corta 10% da equipe

Maurício Renner
// sexta, 17/08/2018 12:31

A Resultado Digitais, startup de Florianópolis que é uma das maiores do setor de automação de marketing do país, fez nesta semana um corte de 10% da sua equipe, afetando cerca de 70 pessoas.

Escritório da Resultados Digitais. Foto: Resultados Digitais.

A informação é de fontes de mercado e foi confirmada ao Baguete pela Resultados Digitais por meio de uma nota.

“A Resultados Digitais chegou a um momento de sua trajetória que exigiu readequação de funções organizacionais para seguir crescendo com eficiência e continuar investindo na melhoria dos produtos e nos projetos estratégicos”, afirma a nota.

O texto diz ainda que a “mesma quantidade de vagas eliminadas será reaberta ao longo dos próximos seis meses” e que fez o possível para realocar funcionários e ajudar os desligados para que tenham uma “transição o mais suave possível”.

A reportagem do Baguete teve acesso a uma planilha publicada no Google com os nomes, contatos e áreas de interesse de 50 dos demitidos. Eles se concentram nas áreas de vendas e marketing.

Segundo uma fonte com conhecimento da empresa ouvida pelo Baguete, a Resultados Digitais levou um "puxão de orelha dos investidores", por ter pessoas demais envolvidas com a venda do produto.

De acordo com essa fonte, o mercado de automação de marketing é muito competitivo, com pelo menos 10 players disputando o espaço no Brasil, e custo de aquisição de clientes da RD seria superior à média.

A hipótese levantada pela fonte ouvida pelo Baguete fecha com o perfil dos integrantes da lista de demitidos e com o histórico da Resultados Digitais.

No final de 2016, a empresa catarinense recebeu um aporte de US$ 19,2 milhões liderado pela TPG Growth.

Foi a terceira rodada de investimentos captada pela RD desde sua fundação, em 2011. 

A companhia é desenvolvedora do RD Station, uma plataforma que reúne ferramentas de marketing digital. 

O software conta com soluções para geração e nutrição de leads, email marketing, gestão de contatos e oportunidades, mídias sociais, otimização de sites e SEO, além de business intelligence e analytics. 

Em seu site, a Resultados Digitais divulga ter 10 mil clientes, 1,5 mil agências parceiras e 100 parceiros de integração.

Na mesma semana dos cortes, a Resultados Digitais foi listada pela quinta vez consecutiva no ranking das Melhores Empresas para Trabalhar do instituto Great Place to Work, uma das referências do país em práticas de recursos humanos.

As demissões na Resultados Digitais são um dos assuntos da semana na cena de startups do país, no qual cortes de pessoal desse tamanho não são habituais e a preocupação em paparicar os funcionários é, em tese, uma das características do RH.

Um dos poucos comentários públicos sobre o assunto veio em um post no Linkedin de Stamatios Stamou, CEO da Pipz Automation, uma outra empresa do segmento de automação de marketing.

De acordo com Stamou, as demissões foram feitas em uma reunião de maneira simultânea, o que seria "triste" (a prática de "demitir no atacado" é comum em empresas realizando cortes desse nível e visa evitar a proliferação de rumores, algo inevitável se as demissões fossem comunicadas individualmente).

"Fico impressionado também por ninguém falar sobre isso. Parece tabu, com todo mundo morrendo de medo de falar sobre o que aconteceu", aponta Stamou. "Mandar alguém embora é sempre muito difícil. Tenho certeza de que a decisão foi muito doída, mas, espero também que esta experiência nos ensine como não fazer as coisas", agrega. 

Correto ou não o procedimento pelo qual foram feitos os cortes, as demissões na Resultados Digitais mostram que a cena de startups no país não funciona num mundo à parte do resto da economia no qual não é necessário tomar decisões duras e demitir pessoas, por mais que o escritório esteja equipado com mesas de pingue pongue e áreas de relax.

Maurício Renner