Riverbed com nova solução na nuvem e sistema operacional Whitewater. Foto: flickr.com/photos/twicepix

Tamanho da fonte: -A+A

A Riverbed Technology, empresa de TI, apresentou seu novo modelo da ferramenta de armazenamento na nuvem Whitewater, para lidar com grandes cargas de dados de backup e com a próxima geração do sistema operacional Whitewater (WWOS)

A nova ferramenta Whitewater 3010 oferece quatro vezes a capacidade de armazenamento local em relação aos modelos anteriores para direcionar os requerimentos de grande escala corporativa.

Além disso, a companhia está lançando a versão 2.0 do Sistema Operacional Whitewater (WWOS), que foi desenvolvido para desempenho de nível empresarial, com alta escalabilidade e administração simplificada.

FIM DAS FITAS

Segundo a empresa, além de eliminarem o uso da fita, as novas ferramentas melhoram a prontidão da recuperação de desastres, e são integradas facilmente a aplicações de software de proteção de dados existentes, reduzindo custos de 30% a 50% em comparação às soluções de fitas e de discos replicados.

Por décadas, as empresas confiaram em backups feitos em fitas.

Agora, o crescimento do volume de dados está colocando as companhias em risco, uma vez que o processo de recuperação de dados dessas fitas normalmente excede os acordos de nível de serviço (SLAs) exigidos pelo negócio.

A opção do backup baseado em disco replicado tornou-se uma solução muito cara para os departamentos de TI devido ao alto volume de dados.

Como resultado, a proteção de dados está se tornando uma dificuldade crescente e uma tarefa cara e complexa para as empresas. Ao mesmo tempo, os preços de armazenamento na nuvem continuam baixando, tornando-se mais atrativos.

“O backup é um dos líderes de uso da cloud pública e esse armazenamento deve crescer em um índice anual de 33,6%, podendo chegar a US$ 9,2 bilhões em 2015,” afirma Laura Dubois, vice-presidente de Prática de Armazenamento do IDC.