Estácio implantará Didátic@ em seus tablets. Foto: divulgação.

A Estácio acaba de lançar a Didátic@, uma ferramenta de ensino a ser disponibilizada para os alunos nos próximos dias, com o objetivo de criar uma rede exclusiva de compartilhamento do estudo pessoal.

O aplicativo online é mais uma etapa do Projeto Tablet, iniciado pela Estácio em 2011, em que foram fornecidos cerca de 20 mil tablets aos alunos da instituição.

O projeto da Didáti@ foi desenvolvido em parceria com o Instituto Eldorado, de Campinas, com um investimento de R$ 1 milhão.

Pelo Didatic@, os conteúdos acadêmicos serão compartilhados entre milhares de alunos e professores da universidade em todo o país.

Uma vez na rede, esse material poderá ser enriquecido por todos os outros estudantes da rede com comentários, inserção de notas multicoloridas, links, vídeos, marcação de página e de texto, entre outras funcionalidades.

Para os alunos que quiserem disponibilizar o material apenas para um grupo, haverá o ícone “cola”, que restringirá o acesso ao conteúdo.

O diretor de marketing da Estácio, Pedro Graça, destacou que a Didátic@ será mais uma aliada na formação universitária.

“Demos o pontapé inicial para transformarmos esse aplicativo em realidade nas salas de aula. Nossos alunos serão estimulados a compartilhar o aprendizado, desenvolvendo também sua capacidade de colaboração e avaliação”, explicou o diretor.

A Didátic@ foi lançada oficialmente na quinta-feira, 04, no Rio de Janeiro, em um evento com a presença de cerca de 300 convidados, entre professores, colaboradores e alunos da Estácio.

PROJETO TABLET

A instituição, presente em 19 estados do país, iniciou há cerca de um ano a distribuição de tablets para seus estudantes, buscando integrar seu modelo de ensino à nova geração digital.

No projeto piloto, foram fornecidos cerca de seis mil aparelhos para alunos do Rio e Espírito Santo (Direito) e Rio e São Paulo (Hotelaria e Gastronomia).

O modelo escolhido foi customizado para comportar todo o conteúdo multimídia do modelo de ensino da Estácio.

Recentemente a instituição comprou um lote de 8,5 mil tablets  9,7 polegadas Ypy com 3G da Positivo. O contrato marca a entrada da brasileira no programa de entrega a tablets de alunos da universidade, que em um primeiro momento trabalhava só com a Toshiba.

A Estácio não divulga o valor do investimento, mas no varejo os tablets custariam cerca de R$ 12 milhões.

A Estácio possui cerca de 4 mil funcionários, um corpo docente de 7,5 mil professores e 260,8 mil alunos matriculados. Formada por 38 instituições de Ensino Superior, entre Universidades, Centros Universitários e Faculdades.