IDC prevê números altos para os canais da SAP. Foto: divulgação.

Os parceiros SAP globais tem motivos para comemorar, se depender das previsões da consultoria IDC. De acordo com a empresa, os canais da empresa alemã movimentarão US$ 33,6 bilhões em receitas relacionadas à nuvem e serviços gerenciados até 2019.

“A oportunidade multibilionária abrange serviços profissionais, hardware, software e suporte para nuvem privada, venda conjunta de outros serviços e complementos, revenda, distribuição e prestação de outros serviços de nuvem”, destacou a consultoria em relatório divulgado nesta terça, 16..

Do valor total previsto, a região Américas terá a maior fatia deste bolo, com uma receita estimada em US$ 20,6 bilhões. A Europa - englobando também as regiões da África e Oriente Médio - vem em seguida com US$ 8,9 bilhões. Com US$ 4,1 bilhões, a região que contempla Ásia, Pacífico e Japão completa o total.

Na parte de verticais, a consultoria listou dez principais mercados para a companhia europeia: os segmentos de manufatura, comunicação, indústrias de recursos, serviços profissionais, varejo, utilities, serviços de transporte, seguros, bancos e comércio atacadista são os mais propensos a garantir o resultado aos canais da alemã.

Outro destaque no relatório da IDC é o de uma mudança no perfil de compra para os clientes da SAP. Para a empresa, até 2016 cerca de 25% de toda a receita da empresa será baseada no formato de serviço (SaaS).

“As empresas estão migrando das plataformas de TI tradicionais para a nuvem e serviços gerenciados, gerando novas oportunidades para os parceiros da SAP, que podem colaborar com essa transição”, observa a IDC.

No Brasil, inclusive, a empresa já se prepara para investir nesta oferta. Está previsto para o primeiro semestre do ano a inauguração do data center da companhia, que iniciará vendendo a solução de RH SuccessFactors no formato SaaS.