Águas de São Pedro entra na 2ª fase do Cidade Digital. Foto: divulgação.

O projeto Cidade Digital, que implementou inovações em cidade inteligente no município de Águas de São Pedro, no interior de São Paulo, iniciou sua segunda fase, que será encaminhada pela prefeitura local a partir do uso da plataforma da brasileira Tacira como base de gestão.

Lançado em janeiro de 2014 em uma iniciativa da Telefônica Vivo, o Cidade Digital criou 14 serviços inteligentes gratuitos nas áreas da educação, turismo, segurança e saúde. Alguns já foram implementados e outros estão em fase de reestruturação.

A plataforma, além de gerar informações, repassa dados em tempo real à Prefeitura. Um dos serviços digitais disponíveis na plataforma é o Civis, um aplicativo que pode ser baixado gratuitamente pelos cidadãos e que permite o envio de fotos e informações - como possíveis focos de dengue, buracos de rua ou bueiros entupidos – ao sistema.

“Em vez de chegar somente um e-mail, o Civis abre um protocolo ao morador e fornece o mapeamento geral da cidade, informando, por exemplo, a quantidade de problemas detectados em uma determinada rua”, disse o secretário de Turismo, Fábio Pontes.

Além da plataforma, os serviços de saúde e iluminação inteligente serão geridos pela Tacira. Na Saúde, os serviços serão: o cadastro biométrico dos moradores, a implantação do agendamento de consultas pela web e a informatização do sistema usado pela Vigilância Sanitária.

Tanto a Vivo, responsável pelos sistemas de conectividade (4G, fibra óptica) na cidade, quanto a Huawei, fornecedora das câmeras de segurança, permanecerão como parceiras em 2016. Entretanto, a Vivo deixará seu papel de gestora na iniciativa.

“Estamos numa mudança de fase. Desde 2014, houve grande aprendizado para ambas as partes, mas a hora é de passar o controle do projeto à Prefeitura. Queremos agradecer e dizer que continuaremos como parceiros”, afirmou o diretor de Produtos Digitais B2B da Vivo/Telefônica, Pablo Larrieux.

Outra nova parceira do Cidade Digital é a empresa Inovatriz, que chega para aprimorar a comunicação entre os gestores do sistema e a população. As ações da Inovatriz serão feitas em encontros com moradores, palestras e entrevistas com moradores, entre outros.

A parceira ISPM continuará a atuar na área de educação com o monitoramento e suporte da infraestrutura através do NetVision, assim como a Fundação Telefônica, que promoverá ações de qualificação dos professores em 2016.