Bruno Pereira, CEO da Unbox. Foto: divulgação.

A Unbox, startup paulistana especializada em vendas on-line para pequenas e médias empresas (PMEs), acaba de receber um aporte de R$ 3,5 milhões em rodada de investimentos liderada pelo fundo Maya Capital.

A startup foi criada em 2019, quando Bruno Pereira (CEO), até então associate do Merrill Lynch, tentou expandir um negócio de sua família para o digital e se deparou com a dificuldade que as PMEs enfrentam para vender on-line.

Pereira então largou a carreira no mercado financeiro e trouxe Gabriela Lea (COO), ex-Loggi, e Lucas Leite (CTO), ex-James Delivery e CleanCloud, para a criação de uma solução de vendas on-line pensada para esses empreendedores.

Assim, a Unbox desenvolveu um sistema para que as PMEs possam criar lojas virtuais com marca própria e todos os recursos necessários para começar a vender on-line de imediato — como meio de pagamento, logística e soluções de marketing digital — nativamente integrados.

A solução também traz recursos educacionais, que auxiliam os empreendedores na utilização de ferramentas de marketing digital e redes sociais para aumentar suas vendas.  

“Nosso modelo democratiza o acesso ao e-commerce e permite que essa PME tenha uma estrutura de negócio para atender seu consumidor em diversos canais e automatizar seus processos sem precisar fazer qualquer investimento inicial para isso”, conta Pereira.

Em 2020, a empresa registrou um crescimento de 3.000%, com centenas de pequenas e médias empresas adotando a plataforma. Somente na Black Friday, registrou crescimento cinco vezes maior em comparação com todas as demais semanas do ano. 

Além do aporte, a Unbox está participando do processo de aceleração do Facebook na América Latina.

Também de São Paulo, a Maya Capital é focada em empresas em estágio inicial da América Latina desde 2018, quando foi fundada. O fundo já fez 21 investimentos em startups como Alude, Oico e Belvo.