Vander Guerrero, CEO da Zenvia. Foto: divulgação.

A Zenvia, empresa criada em julho do ano passado a partir da fusão das gaúchas Comunika e Human Mobile,especializada em mobilidade corporativa e SMS, acaba de adquirir o Zynk, plataforma de distribuição de conteúdo multimídia para dispositivos móveis na qual a companhia anuncia que irá investir R$ 5 milhões em dois anos.

O valor pago pela startup, a empresa não divulga.

Já para o investimento, a Zenvia abre que o foco será em marketing do produto para aproximá-lo das mais de três mil empresas que hoje são suas clientes.

APLICAÇÃO

O Zynk possibilita que as companhias compartilhem informações em diversos formatos - vídeo, pdf, imagens, entre outros –, adaptando-os para a melhor visualização e experiência de cada usuário, que passa a ter possibilidade de curtir determinado conteúdo, comentar, tirar dúvidas, favoritar e acessar quando estiver off line.

Isto permite que a empresa analise o comportamento das informações distribuídas e sua aceitação perante as pessoas envolvidas.

Segundo Vander Guerrero, CEO da Zenvia, o app suporta o envio de conteúdo multimidia para praticamente todos os dispositivos móveis e possui recursos para gerenciar a distribuição e a comunicação móvel.

"As empresas têm total controle sobre quem visualizou o conteúdo, e pode gerenciar grupos de conversa e discussão sobre determinado tema, aumentando o êxito na sua comunicação", destaca.

O modelo de negócio é 100% baseado no conceito de software como serviço (Saas), e não no desenvolvimento do aplicativo, o que possibilita o uso imediato do produto sem custos de desenvolvimento e sem custos para o usuário final.

A aquisição do Zynk é a segunda feita pela Zenvia em três meses. 

Em dezembro de 2012, a companhia comprou a operação Brasil da Pure Bros, companhia do mesmo ramo com escritórios em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro.

A compra não incluiu as operações da Pure Bros em Roma e na Cidade do México.

O valor da transação não foi divulgado, mas a Zenvia afirma ser a aquisição “maior do segmento no país”.

Para Guerrero, a compra do Zynk expande o porftólio de comunicação corporativa para o universo dos smartphones e tablets.

"O produto apresenta versatilidade e pode ser customizado de acordo com a necessidade da empresa que o contrata. Setores como varejo, construtoras, farmacêuticas e indústria de forma geral são alguns que já estão usufruindo do seu potencial", afirma o CEO.

O incremento da oferta é uma das apostas da Zenvia para triplicar, em três anos, o volume de faturamento, estimado em R$ 100 milhões em 2012.