O Messenger adicionou um recurso para envio de dinheiro entre amigos. Foto: Twin Design/Shutterstock.

O Messenger, app para troca de mensagens do Facebook, adicionou um recurso para envio de dinheiro entre amigos. Por enquanto, o serviço funciona somente nos Estados Unidos.

Os usuários podem conectar seus cartões de débito ao serviço e usá-lo para enviar mensagens com dinheiro para os contatos, da mesma forma que enviam texto ou fotos.

Considerando o tamanho enorme do Facebook, a introdução do método de pagamento - que foi muito aguardado por Wall Street -  pode causar tremores no mercado nascente de ferramentas para enviar instantaneamente dinheiro para outras pessoas, conhecido como pagamentos peer-to-peer.

Segundo o New York Times, analistas afirmam que, se o sistema de pagamento for bem sucedido, o Facebook vai estendê-lo a outros tipos de compras, como consumidores adquirindo produtos diretamente dos anunciantes da rede social.

"O Facebook pode usar isso como uma porta para obter dados de cartões das pessoas para ativar o botão de compra", disse Robert Peck, analista da SunTrust Robinson Humphrey.

O WeChat, que é essencialmente o Facebook da China, e outros serviços de comunicação da Ásia, como o Alipay, já permitem que seus centenas de milhões de usuários enviem dinheiro via mensagem instantânea. Mesmo assim, a tecnologia está apenas começando a aparecer nos Estados Unidos, onde os serviços de pagamento como o PayPal têm sido mais populares0.

Nos Estados Unidos, uma série de serviços de transferência de dinheiro de peer-to-peer surgiram e estão  tentando capturar as carteiras dos entusiastas de mensagens.

Venmo, um aplicativo móvel de propriedade da unidade PayPal do eBay, é, talvez, o concorrente mais direto da nova oferta do Facebook. Popular entre os usuários jovens, não é apenas um sistema de pagamento, mas uma rede social que permite aos usuários enviar mensagens públicas ou privadas sobre os objetivos do envio do dinheiro.

Já o Square oferece um app similar, que permite pagamentos por e-mail. O Snapchat, a start-up conhecido pelo envio de fotos que somem após a visualização, também permite que os usuários enviem dinheiro uns aos outros através de uma parceria com a Square.