Camila Vidmontas.

Camila Vidmontas, ex-gerente de alianças estratégicas no Brasil da Avalara, está de volta como sócia na KeepTrue, companhia que ajudou a fundar, e que foi vendida para a própria Avalara em 2016.

Explicando um pouco melhor: a KeepTrue foi fundada em 2012 como uma empresa focada em soluções fiscais, negócio comprado pela Avalara em 2016.

Em janeiro, Carlos Kazuo Tomomitsu, o outro fundador da KeepTrue, saiu da Avalara, onde era general manager, para refundar a KeepTrue, agora como  um “hub” de startups com foco em automação de processos e inteligência artificial. 

Cinco empresas já estão no barco, com um investimento total de R$ 3 milhões.

Agora Vidmontas também está de volta na KeepTrue, como sócia para liderar a área de desenvolvimento de negócios, que inclui as frentes de marketing e parcerias. 

"Queremos encerrar o ano com 25 novos parceiros, o que deve representar 80% do nosso faturamento", explica Vidmontas.

Com foco inicial nas regiões Sul e Sudeste, a estratégia é buscar parceiros que atendam um grande volume de empresas, inclusive contadores, pequenas empresas e operações focadas em processos. 

Tanto Tomomitsu quanto Vidmontas são profissionais experientes, com longas passagem pela Sonda, onde o primeiro trabalhou na área de negócios e a segunda na de marketing.

As startups nas quais a KeepTrue investiu até agora tem companhias numa área próxima da fiscal, como a SoftFin, especializada em software na nuvem para a gestão financeira e estoques, ou a DocsIA, ferramenta cloud de Inteligência Artificial voltada à gestão estratégica de documentos.

Mas também compõem o grupo a Inax, plataforma de dados para gestão de risco de gestão da saúde e a OneTech, detentora da ferramenta Onergy, ferramenta de no/low-code que ajuda na criação rápida de soluções para simplificação de processos e automação.

Ao todo, essas startups atendem 50 clientes, entre eles Bauducco, Thyssenkrupp, Qualicorp e Turmalina.