Criada em 2011, a Flix Media atua em mais de 2 mil salas de cinema, 70% do mercado brasileiro. Foto:Pixabay.

A Flix Media, especializada na comercialização de publicidade em salas de cinema, automatizou sua infraestrutura para armazenamento de dados na nuvem com a Claranet Brasil, provedora de serviços especialista em cloud computing.

O projeto utiliza a Terraform, ferramenta de infraestrutura como código que provisiona e gerencia qualquer nuvem, infraestrutura ou serviço.

Anteriormente todas as variáveis da empresa eram manualmente transferidas para a Amazon Web Services (AWS) e, a partir de agora, possuem códigos específicos que automatizam o processo e agilizam tarefas básicas como ativar, aumentar e desligar os servidores. 

Segundo a empresa, a nova rotina gera uma economia de até 33% ao se planejar com antecedência a utilização de recursos de computação e de armazenamento.

"A mudança também possibilitou uma análise real dos dados que a empresa possui, o que pode ajudar a produzir insights mais precisos sobre sua atuação no mercado, além de manter um ambiente mais dinâmico e garantir que o cliente não tenha seus dados hackeados", destaca Fábio Amigo, managing director da Claranet Brasil.

No início do projeto, a Flix Media ainda não possuía regras específicas para este tipo de transformação de arquitetura e precisou criar novas normativas para regulamentar a ação. 

“Estamos empolgados com as mudanças que o software traz para a nossa rotina de trabalho. Agora, podemos administrar mais recursos com o mesmo número de colaboradores, além de controlar melhor os custos, uma vez que os recursos não ficam perdidos e ociosos", afirma Caio Wendel, diretor de TI da Flix Media.

Criada em 2011, a Flix Media atua em mais de 2 mil salas, o que representa 70% do mercado e mais de 120 milhões de espectadores por ano no Brasil.

A empresa tem exclusividade para comercializar publicidade nas empresas Cinemark, Kinoplex, Cinesystem, Centerplex, GNC Cinemas, Cinépolis, UCI Cinemas e Moviecom.

A Claranet é uma multinacional inglesa de serviços gerenciados com forte presença na Europa, que entrou no Brasil a partir de 2016, quando comprou a CredibiliT, empresa especializada em migração e gestão de nuvem, fazendo sua primeira compra fora do Velho Continente.

A companhia atua mundialmente com mais de 1,8 mil funcionários e mais de 6,5 mil clientes empresariais.