Atlético está construindo arena para 46 mil espectadores. Foto: Divulgação.

O Atlético Mineiro fechou uma parceria com a Accenture para dar um toque high tech para a Arena MRV, novo estádio do clube mineiro, com previsão de entrega para outubro de 2022.

De acordo com nota divulgada pelo Atlético Mineiro, o plano é criar “a melhor experiência tecnológica da América Latina” para o estádio, que terá capacidade para 46 mil torcedores.

O projeto ainda está em fase inicial, com estudo de casos de novas arenas ao redor do mundo.

“Trabalhamos naquilo que denominamos ‘plano de tecnologia orientado à jornada do fã’. Não é a tecnologia pela tecnologia em si. É como a tecnologia pode habilitar a melhor a experiência para o frequentador da Arena MRV em todos os momentos”, afirma o gerente executivo de tecnologia da Arena MRV, Leandro Evangelista.

De acordo com Evangelista, a ideia é passar por todo o ciclo, começando pela compra dos ingressos, conectividade avançada, por acessos, estacionamento, consumo dentro do estádio, o espetáculo em si até o pós-evento. 

Evangelista foi contratado em junho do ano passado e trabalhou por quase 10 anos na Localiza, onde foi responsável pela infraestrutura de TI em mais de 700 localidades no Brasil. 

“Arena MRV se posiciona para ser uma Arena Tech e não uma Arena tradicional, com participação ativa na experiência digital do fã, sendo uma referência tanto como a casa do Galo como um espaço de entretenimento para a cidade de Belo Horizonte”, afirma o gerente sênior de Industry X na Accenture Brasil, Guilherme Goehringer.

A Arena MRV tem um orçamento de  R$ 560 milhões, bancado em parte com a venda por R$ 250 milhões de 50,1% do Diamond Mall, um shopping center que era propriedade do Galo. O restante deve ser coberto com a comercialização de cadeiras cativas e dos naming rights.