A Microsoft irá vender sua unidade de feature phones para a FIH Mobile. Foto: flickr/jontintinjordan.

A Microsoft fechou um acordo com a FIH Mobile, subsidiária da Foxconn, para vender sua unidade de feature phones. O negócio deve ser concluído no segundo semestre deste ano.

Fechado por US$ 350 milhões, o negócio vai transferir 4,5 mil funcionários para a subsidiária da Foxconn. A Microsof irá entregar os direitos de uso da marca Nokia, os softwares e serviços ligados aos feature phones e outros contratos de fornecimento.

Este acordo irá afetar somente a área de feature phones da Microsoft, que ainda usa a marca Nokia para telefones básicos. A Microsoft seguirá o desenvolvimento do Windows 10 Mobile e dará suporte a telefones Lumia e dispositivos Windows Phone de parceiros como Acer, Alcatel, HP, Trinity e Vaio.

A Microsoft tem desacelerado seu negócio de telefones básicos. Os aparelhos Asha, Series 40 e Nokia X, foram alterados para "modo de manutenção" em julho de 2014. Desde então, Microsoft não adicionou nenhum novo recurso ou atualização para esses dispositivos.

A empresa mudou seu foco na área de telefonia apenas para o Windows Phone, um movimento para tentar migrar sua base instalada de usuários Symbian para o software móvel da empresa. No entanto, a Microsoft vendeu apenas 2,3 milhões de dispositivos Lumia no último trimestre, uma queda acentuada de 73% em relação ao mesmo período do ano passado.

Além da Foxconn, a empresa finlandesa HMD também anunciou a compra de direitos de uso da marca Nokia. A empresa tem o objetivo de lançar smartphones e tablets Android com a marca que pertencia à Microsoft. Foxconn e HMD devem trabalhar em parceria para trazer a Nokia de volta ao mercado.