Baguete
InícioNotícias> Stara: cliente zero do Leonardo no Brasil

Tamanho da fonte:-A+A

SAP

Stara: cliente zero do Leonardo no Brasil

Leandro Souza
// quinta, 18/05/2017 14:38

A Stara, fabricante gaúcha de implementos agrícolas, pode ser considerada a "cliente zero" no Brasil para o Leonardo, nova solução da SAP focada em inovação e a vedete do Sapphire Now, evento realizado pela empresa alemã em Orlando durante esta semana.

Equipamento da Stara no campo. Foto: divulgação.

A empresa de Não-Me-Toque, cidade de pouco mais de 16 mil habitantes no coração agrícola do Rio Grande do Sul, já aparece no site da SAP como uma das clientes do Leonardo, mas o projeto realizado por ela é pioneiro e antecede o lançamento da solução da SAP, anunciada em janeiro.

Com base em um trabalho realizado em conjunto com o SAP Labs, laboratório de desenvolvimento da empresa alemã sediado em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre, foi desenvolvida uma solução de Internet das Coisas que posteriormente acabou se tornando o SAP Connected Agriculture, um produto dentro do Leonardo.

A Stara iniciou em 2015 um projeto cujo objetivo era integrar os dados coletados em seus equipamentos agrícolas, como telemetria, georeferenciamento e controladores em tempo real via nuvem com os sistemas de gestão dos seus clientes.

"Nos últimos anos, estabelecemos um foco em colocar soluções de inteligência em nossos produtos, e muitos clientes então nos contataram em busca de meios para integrar estas informações com seus ERPs", afirmou Rafael Costa, gerente de TI da Stara.

No ano passado, a empresa alemã entrou em cena no projeto devido a um relacionamento já existente entre as companhias, já que em 2013 a fabricante gaúcha se tornou cliente ERP da multinacional. 

A iniciativa começou como um projeto de Internet das Coisas, no qual a SAP assumiu a tarefa de criar uma interface de integração entre o Topper 5500, suíte de inteligência de dados da Stara, com os clientes da companhia gaúcha. Esta interface depois se tornou o SAP Connected Agriculture.

Segundo destacou o líder de TI da Stara, concorrentes no segmento de agricultura de precisão poderão usar o Connected Agriculture. Entretanto, o segredo está na tecnologia fornecida pelo sistema da Stara.

"Esse será o diferencial que outras empresas do ramo precisarão apresentar. Nós já temos uma solução própria e integrada com o Leonardo", afirmou Costa. De acordo com o executivo, este foi o primeiro projeto global desta natureza para o chamado "sistema de inovação" lançado pela SAP.

Atualmente, o projeto da Stara com o Connected Agriculture está em lote-piloto com alguns clientes, mas já será incluído de forma geral nos produtos da empresa nos próximos meses. 

No caso da SAP, a solução já integra o portfólio Leonardo e é oferecida a clientes do setor agrícola.

A Stara conta atualmente com 2,4 mil funcionários e ancorou seu crescimento recente na inovação. 

Segundo Costa, 40,3% do faturamento da empresa em 2016 (R$ ¨640 milhões) é proveniente de produtos lançados nos últimos três anos.

Desde 2006, a empresa desenvolve internamente os seus computadores de bordo, o que não é a regra nem para grandes players multinacionais do segmento, que muitas vezes compram essa tecnologia de terceiros. 

Do total de 170 pessoas trabalhando em pesquisa e desenvolvimento na empresa, cerca de um quarto estão focados em software e hardware.

* Leandro Souza viajou para o SAP Sapphire Now, em Orlando, a convite da SAP.

Leandro Souza