O relatório Focus do Banco Central reduziu a estimativa de crescimento do PIB brasileiro pela sexta vez consecutiva nesta segunda-feira, 18, derrubando o índice esperado para o ano de  2,53 para 2,30%.

Os analistas ouvidos pelo BC esperam ainda que a taxa básica de juros do país terminará 2012 em 7,50%, depois de cinco semanas estimando 8%.

Com isso, os agentes econômicos continuam estimando que o crescimento em 2012 ficará abaixo do já fraco desempenho do ano passado, quando a expansão foi de apenas 2,7%.

Para 2013, as previsões agora apontam para um PIB crescendo 4,25%, depois dos 4,30 por cento da semana anterior.

Diante do ritmo lento da atividade no Brasil, a equipe econômica do governo já abandonou a previsão inicial de crescimento de 4,5% e já fala em algo em torno de 3%.

O PIB cresceu apenas 0,2% no primeiro trimestre do ano comparado com os últimos três meses de 2011, mostrando que a economia brasileira ainda patinava.