Adriano Caetano, sócio da Enviou. Foto: Divulgação.

Adriano Caetano é o novo sócio da Enviou, startup que fornece um suíte de ferramentas para e-commerce. 

Caetano é fundador da Loja Integrada, sistema para criação de lojas virtuais, que entrou no mercado em 2012. Depois, a empresa foi adquirida pela plataforma de e-commerce VTEX. Assim, Caetano passou a atuar como sócio da VTEX, até deixar a companhia em outubro de 2017.

“Ele chega para ser advisor na empresa e auxiliar com sua expertise e know-how no estabelecimento de planos de negócio e parcerias importantes para a marca”, explica Felipe Rodrigues, CEO da Enviou.

A Enviou está no seu terceiro ano de operação e foi escolhida recentemente para integrar InovaBra Habitat, espaço de co-inovação e empreendedorismo recém-inaugurado pelo Bradesco. O ambiente está situado em um edifício com 22 mil m² e dez andares na Av. Angélica, em São Paulo.

“Seremos mais de 200 startups concentradas em um só local. Temos produtos e serviços concorrentes, complementares ou que talvez não se relacionem em um primeiro momento. Porém, a rica troca de experiência está favorecida e esse é um terreno muito fértil para quem quer crescer de maneira sólida e sustentável”, avalia Rodrigues.

Em 2017, a Enviou ultrapassou a marca de R$ 80 milhões de vendas recuperadas para lojas online. 

Para 2018, a empresa espera atingir faturamento aproximado de R$ 1,7 milhão. No ano passado, a companhia teve receita de R$ 700 mil.

Atualmente, a empresa soma mais de 33 mil lojas cadastradas e mais de 2,3 mil clientes ativos.

A Enviou foi criada a partir de uma necessidade identificada por Felipe Rodrigues na loja virtual comandada por sua esposa, para atrair e fidelizar clientes, além de recuperar carrinhos abandonados na loja virtual.

A startup já está integrada com pelo menos 14 plataformas de e-commerce disponíveis no mercado e entrega aos lojistas 27 relatórios. A companhia oferece 7 planos de e-mail marketing e 6 planos de recuperação de carrinhos.

Outro recurso da startup é o recuperador de boletos não pagos. A empresa tem 5 planos disponíveis para esse serviço, que opera de forma automatizada, de acordo com os modelos ajustados pelo próprio lojista. Na plataforma, é possível escolher de que maneiras o cliente será “lembrado” do boleto em aberto (por SMS ou e-mail), a partir de quanto tempo depois de confirmada a compra, quantas vezes ele será acionado, etc.