Fundadores da Congresse.me. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Congresse.me, startup voltada para a realização de congressos on-line, acaba de receber um investimento de R$ 1,1 milhão em rodada liderada pelos fundos Investidores.vc e Gávea Angels.

A estruturação do deal foi feita pelo BVA Advogados, que recentemente assessorou a Singu no investimento pela Natura. A DiliMatch, especializada em transações entre startups e investidores, atuou pela startup.

A Congresse.me foi fundada em 2018 por Luiz Gustavo Borges, CEO da empresa e também um dos fundadores da startup MePassaAí, além de Guilherme Torrejon (CMO), Dérick Pimenta (CTO) e Maráia Rodrigues (COO).

Entre as ferramentas oferecidas pela empresa, estão a criação dos sites dos eventos, cadastro de palestrantes, salas de transmissão ao vivo, emissão de certificados, envio de e-mail marketing, ticketagem e divulgação.

Com mais de 80 eventos realizados e mais de 500 mil congressistas participantes, a empresa foi, recentemente, uma das selecionadas para participar do InovAtiva Brasil, programa de aceleração do Ministério da Economia.

Em seu portfólio, podem ser encontradas as realizações de eventos para players como Embaixada dos Estados Unidos, associações médicas e EBEC Direito Constitucional.

Segundo a Congresse.me, a necessidade de trazer para o ambiente on-line os eventos e congressos durante a pandemia fez com que, em pouco tempo, a empresa registrasse um crescimento expressivo e acelerasse o processo de atração de novos investidores. 

Em 2019, foram mais de 25 congressos na plataforma, impactando mais de 160 mil pessoas. Somente nos quatro primeiros meses de 2020, a empresa ultrapassou esse número e, em junho, ultrapassou 500 mil inscrições

“Além de já atuarmos desde o ano passado criando eventos de natureza digital, notamos que cada vez mais as corporações têm buscado organizar e transformar os eventos presenciais em on-line, e isso tende a se consolidar nos próximos anos, com o sucesso dos eventos que já deram início a esse movimento”, aponta Gustavo Borges, CEO da Congresse.me.

Com o novo aporte, a startup deve apostar na ampliação do time, investir em tecnologias para aprimorar suas soluções e abrir novas frentes comerciais, buscando incrementar a operação e ganhar escala rapidamente – mirando eventos no Brasil e em outros países.

Até o final do ano a Congresse.me projeta crescimento superior a 700%, além de realizar mais de 200 eventos on-line.