Estaleiro Enseada do Paraguaçu utiliza nuvem. Foto: flickr.com/photos/agecombahia.

O Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP) migrou suas contas de e-mail para o Office 365 com implementação da Brasoftware.

Cerca de 1 mil contas já estão ativas. De acordo com Antídio Dantas, especialista em TI do EEP, a nova infraestrutura substitui o Microsoft Exchange da Odebrecht, sócia majoritária do consórcio.

"Nós procurávamos um sistema de mensageria próprio, que se integrasse com todos os sites da empresa no Brasil e no mundo", explica Dantas.

Com a solução, é possível acessar informações de qualquer lugar, além de compartilhar e-mail, calendário, documentos e videoconferências.

O estaleiro é dedicado à construção e integração de unidades offshore com plataformas, navios especializados e unidades de perfuração.

A equipe gerencia a TI de três cidades no Brasil: Rio de Janeiro (RJ), Salvador e Maragojipe (BA), e também provê consultoria aos usuários de TI localizados na Romênia, Japão e China, por meio de acesso remoto.

Segundo Dantas, a migração para a nuvem durou cerca de 20 dias e trouxe mais estabilidade no serviço, assim como redução de despesas com custo unitário por mailbox de usuários e quantidade de servidores/licenças necessários para manter uma infraestrutura on-premises.

O próximo passo estimado por eles será a ampliação do projeto com a utilização da plataforma de colaboração Microsoft Sharepoint, e de comunicação unificada, Microsoft Lync, também integradas ao Office 365.

O EEP deve iniciar suas operações em 2014 e poderá processar até 36 mil toneladas de aço por ano. Sua criação é uma iniciativa das empresas Odebrecht Participações e Investimentos, OAS Investimentos, UTC Participações e Kawasaki Heavy Industries.