USP e UNICAM terão conteúdo na Coursera. Foto: Marcos Santos/USP Imagens.

A Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) anunciaram a participação na Coursera - plataforma gratuita de ensino online. Lançado no Brasil com apoio da  Fundação Lemann, o sistema foi criado em 2012 na Universidade de Stanford.

A Coursera disponibiliza mais de 700 cursos de instituições de ensino de todo o mundo. As videoaulas são acessadas por 9 milhões de usuários de diversos países.

Segundo a fundadora e presidente do Coursera, Daphne Koller, o sistema se molda aos interesses dos estudantes e permite adaptações às realidades individuais.

“É um sistema de aprendizado no qual o conteúdo é assimilado pelos alunos online, do jeito que eles preferem, na sua casa, ao seu tempo, praticando até que dominem as habilidades”, destacou, segundo a Agência Brasil.

Além das aulas, a plataforma tem canais de interação entre alunos, que podem discutir os temas entre si, e com os professores. Também estão abertos testes que podem, inclusive, garantir certificados para os cursos. 

“Com uma plataforma como o Coursera, o professor passa a ser o criador de um ambiente no qual o aluno é o sujeito do seu processo de aprendizagem”, elogiou o pró-reitor de extensão da Unicamp, João Frederico Meyer.

Para o pró-reitor de pesquisa da USP, José Eduardo Krieger, existem diversas possibilidades de uso da Coursera - como complemento para os cursos regulares ou para adquirir conhecimento em áreas fora da formação principal. 

“Pode-se utilizar essa ferramente para disseminação de conhecimento científico. Não propriamente um curso naquele formato que a gente tem, mas para ampliar conhecimento, ampliar a cultura”, afirma.

Kriger disse ainda que a USP pode usar a plataforma para estreitar laços acadêmicos com países vizinhos, uma das prioridades da instituição. 

“A oportunidade de você atingir centenas, milhares de pessoas ao mesmo tempo é única, e a USP não quer perder essa oportunidade. Isso é fundamental para o crescimento da universidade”, enfatizou.

Atualmente, existem 12 cursos na Cousera traduzidos para o português, apesar de o Brasil ser o quinto país em número de usuários, com 300 mil estudantes. 

Esse conteúdo está sendo ampliado pelo trabalho de 3 mil tradutores voluntários.

Em junho do ano passado, a USP já havia firmado uma parceria desse tipo com a Veduca, outra plataforma de cursos on-line abertos. Na época, foram lançados conteúdos de Física Básica e Probabilidade e Estatística. 

Em dezembro de 2013, a USP também lançou na plataforma o primeiro Mooc (sigla em inglês para curso online grátis e em larga escala) brasileiro na área de humanas.

Com a parceria com a americana Coursera, não foi anunciado o que acontecerá com a relação entre USP e Veduca.