Bloomberg une forças com Twitter. Foto: divulgação.

A Bloomberg, serviço internacional de notícias focadas em negócios, anunciou um contrato de dados de longo prazo com o Twitter para impulsionar a sua divisão de produtos via redes sociais.

O Twitter reforçará a oferta do Bloomberg Professional, serviço que incorpora notícias financeiramente relevantes do microblog para análise, gráficos e compartilhamento via mensagens instantâneas e links da Bloomberg.

Segundo a companhia europeia, a rede social terá suas informações integradas ao fluxo de trabalho dos clientes do serviço, ajudando a detectar tendências prematuramente, notícias de última hora e mudanças de sentimento.

Para Ben Macdonald, chefe global de produtos da Bloomberg, a integração destas informações podem ajudar aos assinantes do Professional, provendo indicativos de mudanças nas condições de mercado.

"Ao incorporar a informação em tempo real do Twitter ao fluxo de trabalho de nossos clientes, a Bloomberg torna esses dados acessíveis e visíveis para que nossos clientes possam reagir rapidamente a notícias e tendências importantes", afirmou Macdonald.

Para Chris Moody, VP de dados do Twitter, o acordo com a Bloomberg mostra como o Twitter se tornou uma ferramenta importante para estimular decisões de investimento e trading.

"Há mais de 30 anos, a Bloomberg tem sido um líder indiscutível na oferta de informação em tempo real. O aumento do acesso a esta informação através do serviço Bloomberg Professional continuará a acelerar, à medida que a adoção de dados do Twitter na comunidade de serviços financeiros cresce em importância", avaliou.

A parceria com a multinacional de notícias é um novo passo do Twitter em reforçar sua presença como uma provedora exclusiva e ágil de informação direcionada, focando entretenimento e negócios.

Recentemente a empresa anunciou o Project Lightning, focado na curadoria de conteúdo baseada em acontecimentos, unindo informações, fotos e vídeos atualizados em tempo real.

Além disso, a companhia se aproximou de gigantes do setor corporativo, como a IBM, pela qual o conteúdo da rede de microblogs poderá ser usado por clientes da Big Blue dentro dos software analíticos e de Big Data da gigante de TI.

Os dados do Twitter estarão disponíveis para os desenvolvedores do BlueMix, a cloud para apps de terceiros da Big Blue. Além disso, as informações serão integradas a ferramentas analíticas como o Watson e a empresa criará novos aplicativos focados na rede.

O Twitter já vinha trabalhando com clientes corporativos nos últimos tempos. A empresa ensaiou aproximações com setores como o de entretenimento (TV, cinema), criou botão específico para compras pelo app, assim como a criação do Fabric, plataforma de criação de apps dedicada para desenvolvedores.

Segundo os últimos dados divulgados pela rede social, o Twitter conta com cerca de 300 milhões de usuários ativos.