O Ministério Público de Minas Gerais contratou a solução DPM da Dynatrace. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Ministério Público de Minas Gerais contratou a  solução DPM (Digital Performance Management), da Dynatrace, com o objetivo diminuir o tempo de resposta aos problemas de TI a partir da detecção rápida de falhas. O projeto foi implementado pela IT One.

“A TI tem um papel essencialmente estratégico para o Ministério Público, uma vez que a atuação do promotor de Justiça depende completamente dos sistemas de informação e do seu bom funcionamento. Com a solução de DPM, ganhamos produtividade para atender mais prontamente os cidadãos”, diz Maria Claudia Guatimosim, superintendente do Ministério Público de Minas Gerais.

Um dos principais desafios do projeto foi otimizar o atendimento e a eficiência para os sete mil promotores e servidores que prestam serviços no órgão público. 

Antes de implantar solução da Dynatrace, as equipes do MP não estavam integradas em um mesmo processo. Agora, profissionais da instituição podem detectar e isolar problemas técnicos com mais rapidez.

“Havia uma dificuldade maior de entendimento entre as equipes de infraestrutura e desenvolvimento porque cada uma era responsável por parte da solução. Os problemas só chegavam ao conhecimento das equipes depois da abertura de vários chamados semelhantes. Após a implementação da solução da Dynatrace, a comunicação entre as áreas ficou mais efetiva e, com isso, houve melhoria no tempo de resolução”, afirma Maria Claudia.

A solução DPM busca gerar velocidade na resolução de incidentes, ampliar a visibilidade do ambiente tecnológico para equipe de TI e diminuir os períodos de inatividade dos sistemas.