Virgílio Almeida

O governo federal e cinco centros de pesquisa e desenvolvimento instalados no Brasil investirão recursos totais de R$ 28,1 milhões em bolsas de estudos. 

Participam da iniciativa IBM Research Brasil, em São Paulo; Intel Semicondutores, no Rio de Janeiro; ITVale, em Belém; e CPqD e Freescale, ambos em Campinas, no interior de São Paulo.

As empresas colocarão recursos de R$ 21,9 milhões e o governo R$ 6,2 milhões através do programa TI Maior do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

“São várias modalidades de bolsas contempladas, que vão desde estágios de desenvolvimento tecnológico até a atração de pós-doutores”, explica o secretário de Política de Informática do MCTI, Virgílio Almeida.

O investimento por parte dos cinco centros deverá ocorrer também ao longo desses três anos, na forma de capital (equipamentos e infraestrutura), custeio e remuneração de recursos humanos. Um novo edital com os mesmos objetivos está previsto para 2014.

A atração de centros de P&D é um dos eixos do TI Maior. Até agora, aderiram ao programa o SAP Labs Latin America, laboratório da SAP situado em São Leopoldo e centros do tipo da Microsoft, Intel e EMC, todos instalados no Rio de Janeiro.