Militares querem incentivar tecnologia nacional. Foto: Exército.

O Grupo New Space, especializado em serviços de tecnologia para o setor financeiro no Brasil, foi certificado pelo Ministério da Defesa como uma empresa estratégica de defesa (EED, na sigla).

A unidade de negócio analisada foi a NS Prevention, focada em inteligência cibernética, prevenção a fraudes e análise de riscos, tecnologias que também tem aplicação em um contexto militar.

O selo é concedido a companhias que investem desenvolvimento nacional de produtos considerados estratégicos pelos militares brasileiros e garante redução das alíquotas de IPI, PIS/Pasep e Cofins para os selecionados.

De acordo com o Ministério da Defesa, os benefícios permitem desonerar a cadeia produtiva entre 13% e 18%, tornando-as mais competitivas nos mercados interno e externo. 

Em contrapartida as empresas devem dividir com as forças armadas os direitos de propriedade intelectual e industrial de seus produtos (uma limitação benigna, uma vez que só existe um exército no país para o qual vender tecnologia).

"Esse reconhecimento traz ainda mais credibilidade para os nossos serviços e soluções, já que se trata de um processo de certificação extremamente rigoroso", comemora Thiago Bordini, Diretor de Inteligência Cibernética do Grupo New Space.

O Ministério de Defesa criou o programa de EEDs em 2013 e desde então foram certificadas cerca de 80 empresas, incluindo desde gigantes de aeronáutica como Embraer e AEL Sistemas, até uma série de empresas de segurança da informação como Módulo, BluePex e Axur.

O Grupo New Space tem 3 mil funcionários e atende 150 clientes. Do total do faturamento, 90% vem do segmento bancário.