Tecnologia para facilitar a vida do juiz. Foto: reprodução.

Tamanho da fonte: -A+A

A Fifa confirmou nesta terça-feira o uso de chips localizadores nas bolas de futebol que serão usadas na Copa das Confederações e Copa do Mundo a serem realizadas no Brasil. A novidade, batizada de Goal Line Technology (GLT), foi testada pela primeira vez no Mundial de Clubes em dezembro do ano passado.

Juntamente com o anúncio, a federação disponibilizou em seu site as especificações para os sistema que será usado nas competições.

Como informa o IDGNow, na final do Mundial de Clubes foram usados os softwares HawkEye e GoalRef.

O sistema da GoalRef coloca um chip na bola e sensores nas traves e o da Hawk-eye espalha câmeras no campo que seguem a bola e informam se ela cruzou ou não a linha de gol.

Nas duas tecnologias, se a bola cruzar a linha do gol, os árbitros são notificados imediatamente por mensagens em seus relógios. Os dois softwares, aprovados e homologados pela Fifa, tiveram o seu uso confirmado para as duas copas.

Embora tenha confirmado a adoção dos dois sistemas, a Fifa deixou no anúncio o convite para outras empresas que apresentem suas versões para a tecnologia, seguindo as especificações estabelecidas.

Segundo destaca a Fifa, as empresas interessadas em fornecer suas soluções, podem submeter seus projetos para a federação e conhecer de perto os campos que sediarão os eventos.

O anúncio final das tecnologias que serão adotadas sairá até o final de abril.