René Abe é novo CEO da empresa. Foto: Divulgação

A plataforma de pagamentos móveis e online Akatus contratou René Abe para ser o novo CEO da empresa.

Abe já passou pelos principais players do mercado latino-americano de PSPs (Payment Service Providers, aqui conhecidos como facilitadores de pagamentos).

Por dois anos, Abe atuou como vice presidente do BuscaPé, onde criou a BuscaPé Financial Services (hoje BCash e FControl) trazendo um crescimento de 1400% para a empresa e um acréscimo de 50 vezes o número de clientes da carteira.

Em seguida, partiu para a PayPal como diretor de serviços financeiros. Lá, foi responsável pela vinda do serviço para a América Latina, administrando relações com financeiras e desenvolvendo soluções estratégicas para atingir o mercado latinoamericano.

Nos anos seguintes, atuou como investidor de startups e trabalhou como diretor da Atacatto Fashion Marketplace no mercado de moda.

Na Akatus, sua missão será de expandir os negócios no país, tanto no mercado de comércio eletrônico - que tem previsão de crescimento de aproximadamente 27% para 2014 - quanto no segmento de Mobile Payments, que apesar de ainda ser menos expressivo no Brasil, movimentou US$ 171 bilhões globalmente em 2012.

“O que me motiva nesse desafio é o espírito empreendedor aliado à integridade e honestidade do grupo investidor. Tenho absoluta confiança que vamos reproduzir o sucesso das minhas passagens pelas outras empresas do setor”, avalia Abe.

A startup ofecere aplicativos que operam nos sistemas operacionais iOS, da Apple, e Android, do Google, voltados para a realização de transações via celulares ou tablets. Os dispositivos se comunicam com o sistema bancário, atuando como pontos de venda móveis.

Recentemente, a empresa passou a operar em uma nova sede e ampliou as equipes comercial e de atendimento desde janeiro desse ano, além de trabalhar no desenvolvimento de novas funcionalidades de sua plataforma.

A companhia foi criada em 2012, pelo Charse Equity, grupo de investidores da família Martins, antiga propietária do Grupo Multi, dono das escolas de idiomas Wizard, Yázigi e Skill, vendido no ano passado para a britânica Pearson por R$ 2 bilhões.