Obama cobra US$ 400 mil por uma palestra de 90 minutos. Foto: flickr.com/photos/usembassyjakarta/

A VTEX está trazendo o ex-presidente americano Barack Obama para fazer o keynote da 7ª edição do VTEX Day, que acontece em São Paulo nos dias 30 e 31 de maio.

Faz tempo que a plataforma de e-commerce vem apostando na estratégia de trazer nomes bombásticos para aumentar a visibilidade do seu evento anual, mas Obama é com certeza a maior movimentação nesse sentido.

A primeira grande tacada foi a vinda do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em 2015. 

Desde então já vieram Richard Branson, fundador do grupo Virgin; Bruce Dickinson, investidor e vocalista do Iron Maiden, e Marc Randolph, cofundador e primeiro CEO da Netflix.

Obama provavelmente cobra muito mais que qualquer um deles. Em 2017, a imprensa divulgou que o ex-presidente americano estava cobrando US$ 400 mil por uma palestra de 90 minutos. 

Supondo que o passe de Obama não tenha se desvalorizado desde então, estamos falando de mais ou menos R$ 1,5 milhão. Os custos extras de trazer uma figura do porte de Obama para um evento em São Paulo já são outra história.

O ingresso sai por R$ 690, com uma versão premium por R$ 2,5 mil (um dos atrativos é justamente um lugar melhor para ver Obama). São esperados 15 mil participantes, três vezes mais do que no evento no qual veio FHC. 

Supondo que a VTEX distribua 5 mil entradas para clientes e prospects e que 80% dos ingressos vendidos sejam normais, a arrecadação ficaria em cerca de R$ 10 milhões, meio a meio entre ingressos normais e VIPs.

Especulações sobre Obama à parte, a VTEX criou um evento de grande porte em São Paulo, dentro do São Paulo Expo, um dos maiores locais do gênero na capital paulista.

Serão oferecidas 100 especialistas ministrando palestras e sessões de treinamento e 50 cases de empresas como Farm, Animale, C&A, Tok&Stok, PagMenos, McDonalds, Electrolux, The North Face, entre outros.

Cerca de 150 empresas vão ocupar uma feira de 43 mil metros quadrados, incluindo nomes como Stone, Amazon AWS, AACT, Adyen, B2W Marketplace, Pag Seguro e Rede.