Pesquisa da FGV aponta focos da TI no Brasil. Foto: divulgação.

Cerca de 7,2% das receitas das empresas brasileira foram destinadas a investimentos na área de TI em 2012. Este é o resultado de um levantamento do Centro de Tecnologia de Informação Aplicada da Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Conforme reporta a Computerworld, o estudo aponta que, somados, os computadores corporativos e os domésticos chegaram a 118 milhões em 2012, uma média de três computadores para cada cinco habitantes.

Mas essa taxa deve subir nos próximos anos, ressalta o coordenador da pesquisa Fernando Meirelles, e deve chegar em 8% em quatro ou cinco anos, dependendo do mercado.

A Microsoft ainda é o nome forte em meio às corporações, segundo destaca a pesquisa. 98% das estações de trabalho rodam com o sistema operacional Windows.

Nos servidores, o quadro é um pouco diferente, com o Windows figurando em 69% das infraestruturas. O Linux vem em seguida, com 18% e o Unix tem 11% deste bolo.

O navegador de internet mais usado nas empresas, em 2012, foi o Microsoft Explorer (91%), seguido pelo Mozilla FireFox (7%). O correio eletrônico mais comum foi o Microsoft Outlook (73%), seguido pelo Lotus (12%), Linux Mail (6%) e Gmail (5%).

O levantamento, que é divulgado anualmente há 24 anos, pesquisou 5 mil grandes e médias empresas com 2,2 mil respostas válidas.